5min. de leitura

O “pequeno” segredo de como ser sempre feliz…

Desde que você nasceu, você é bombardeado com propagandas. ‘Isso vai te deixar feliz, isso te fará feliz …’ Até mesmo os pais falam sobre certas coisas na vida, à medida que envelhecem: “Terminar os estudos e conseguir um emprego vai fazer você feliz, ter um relacionamento vai fazer você feliz, viajar o mundo vai fazer você feliz …”


Subconscientemente, por padrão, você pensa em si mesmo como alguém que não tem felicidade.

Desde que você precisa ‘fazer algo, conseguir algo’ Para ser feliz na vida, então, quer dizer que, neste exato momento, você não está feliz.

E você envelhece com isso em seu subconsciente, e você luta, obtém sucesso e você continua cada vez mais infeliz.

O que aconteceu com a criança que sempre foi feliz e brincalhona? Ela não tinha tanto quanto você tem agora.


A criança precisava pedir permissão para atravessar a rua. Agora você não precisa. Você está mais livre, não é?

Somos todos motivados pela felicidade. Mas quando algo que nos faz felizes não dura nem um dia, nós percebemos que ainda há algo que falta para preencher este vazio. Por que?

Porque tentamos capturar o infinito no finito (como a contagem do infinito). Anexamos a felicidade a uma placa de sinalização na estrada em vez da viagem. A criança nunca foi motivada pela felicidade e nem buscou a felicidade. Ela fez o que realmente queria e a felicidade veio naturalmente.


Estamos vivendo a maior mentira que alguém já criou, que você mesmo criou. Você se enganou pensando que você não é suficiente, então, você tenta se completar buscando algo lá fora, quando na realidade, você sempre foi um ser completo. Você nunca pode preencher o seu vazio, buscando coisas lá fora. É assim que você se afasta cada vez mais de si mesmo.

Então, você está em uma luta constante para conquistar um pedacinho de felicidade ignorando o momento presente onde você está “não feliz”

Você se mata de trabalhar para que possa tirar férias; você espera pelo o fim de semana para que você possa sair e beber; você assiste programas de TV, filmes; você come; você se exercita; você sai com os amigos; mesmo quando você está esperando por alguém você imediatamente pega seu telefone apenas para que você possa se distrair do momento presente, onde você “não está feliz” e é assim que você vive a maior parte da sua vida. Paradoxalmente, você está buscando a felicidade fugindo do único lugar em que você será feliz.

Deixe me dizer o que aconteceu. As “placas de sinalização” que apontam para o propósito de sua alma, sua verdade e paixão na vida tornaram-se seus destinos.

Sentir-se feliz é apenas um sinal de que você está fazendo algo que agrada a sua alma. Isso não é algo que se busca, é uma recompensa de quando você faz algo que sua alma gosta. A felicidade e a tristeza não são seu estado de espírito padrão, assim você foge de um, procurando o outro. Isso são apenas “palavras”, são a linguagem de sua alma para que você possa entender melhor a si mesmo. Seu estado padrão é você.

Quando você sentir a felicidade, pergunte a si mesmo: “Por que isso me faz feliz?”. É assim que você começa a conhecer a si mesmo. Quando você estiver triste, pergunte a si mesmo: “Por que isso me deixa triste?”. E faça isso com todas as suas emoções. Conheça a si mesmo.

Conheça o que sua alma gosta e o que sua alma não gosta. Faça mais do que sua alma gosta e a felicidade virá naturalmente. Será o seu estado padrão. Assim como quando você era criança.

Porque a felicidade não é o objetivo final, é uma “placa na estrada” em sua jornada. E quando você faz o que realmente gosta de fazer com sua vida, você deve ouvir os sinais de gratidão vindos do seu coração.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Life Coach Code

Direitos autorais da imagem de capa: racorn / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.