8min. de leitura

O perdão e a lei da atração – Passos importantes para perdoar, viver sem amarras, ser livre!

Não viva com amarras, não viva como se algo sempre estivesse faltando! Viva bem, viva puro, viva livre, viva feliz!



Quando a tristeza e falta de sentido assola nossas vidas, temos de refletir de onde vêm tais sentimentos. Se pararmos um só momento, é possível observar que a maioria dos problemas que afligem nossa alma, advém da mágoa, do ressentimento e do arrependimento.

Afinal, quem passará nesta vida, sem se ferir com a confiança quebrada, com uma palavra mal dita, ou até mesmo de ter praticado estes mesmos atos contra um querido próximo.

Quem nesta vida nunca se arrependeu de ter tomado certas decisões, ou mesmo das que nunca tomou?

Independente de qual tenha sido o motivo, acumular tristeza, raiva, ódio, e culpa, só fará com que, a cada dia, um pedaço do seu ser se corroa, sua vida ficará estacionada em função do rancor, e sua alma perderá totalmente o rumo da evolução.


Para superarmos todos esses malefícios, só existe uma solução: o perdão.

Perdoar não só é o ato mais difícil, como o mais enobrecedor, passar por cima de cada camada de tortura e preconceito dentro de nós até chegar ao equilíbrio sentimental, requer determinação, tempo e sabedoria.

Não existe uma fórmula perfeita para aprender a perdoar, mas se você necessita e quer transformar a sua vida por meio do perdão, seja para se autoperdoar, ou para perdoar alguém, você poderá começar pelos seguintes passos:

1. Sinta a dor

Sabe quando parece que milhares de caquinhos de vidro estão entrando em seu peito?


Sabe quando temos a sensação de que uma bola enorme sai de nosso estômago e vai até a nossa garganta e volta, deixando-nos totalmente sem ar e com uma sensação aterrorizante de que vamos sufocar?

Sabe quando a cabeça arde, as lágrimas escorrem sem controle, o corpo todo lateja, e por um momento pensamos que tudo vai explodir, dentro de nós mesmos?

Essa é a dor.

A dor sentimental, é algo tão agonizante, que sempre que a sentimos, o nosso primeiro impulso é fazê-la parar a qualquer custo, imploramos por salvação, imploramos por cura, e em uma tentativa desesperada de alívio, buscamos um escape imediato.

Cada pessoa possui seu próprio escape, algumas bebem e se drogam, outras atacam constantemente quem as feriu, algumas atacam qualquer um que esteja em seu meio próximo; há aqueles que explodem em fúria, agridem física e psicologicamente, e ainda existem aqueles que mergulham na ilusão de que nada aconteceu, em todos esses casos a pessoa só está causando mais dor e sofrimento.

Este ciclo de dor, nunca acabará enquanto você estiver tentando quebrá-lo, por isso sinta, sinta toda a sua dor, isole-se e a sinta em cada célula do seu corpo, sinta cada pedaço de vidro entrando no seu coração, deixe o ar cessar, como se fosse seu último suspiro, chore como se fosse esgotar todas as suas lágrimas, grite, deixasse cair, lentamente a dor se dissipará, seu corpo adormecerá, até que você não mais possa senti-la.

Talvez você tenha que repetir este processo por diversas vezes, mas a dor somente não terá mais efeito, quando você realmente senti-la.


2. Analise sem julgar, tenha compaixão

Você acredita que uma pessoa acorda um belo dia, e simplesmente decide fazer mal a alguém, sem motivos, sem nenhum porquê, apenas porque deu vontade?

A não ser que essa pessoa seja um psicopata, desprovido de qualquer sentimento, ela não tomará qualquer ação sem um motivo pessoal, e dificilmente o fará com a real pretensão de magoar ou ferir alguém.

Um exemplo prático e muito comum, uma traição amorosa, o traído que se diz completamente dedicado à relação, acredita que não merecia ser traído, que seu (sua) parceiro (a) o fez puramente, por falta de caráter.

Será, que isso é verdade?

Agora, imagine-se como um psicólogo, ou como um investigador. Você analisará cada fato do seu passado e do seu presente, do passado e do presente do (a) seu (sua) parceiro (a), mesmo aqueles que ocorreram antes de vocês estarem juntos, de forma fria, sem sentimentos, sem julgamentos, sem preconceitos, sem opiniões, apenas como fatos.

Fazendo isso, você passa a perceber que, talvez, você não fosse tão dedicado assim ao seu relacionamento, você descobre que já não havia mais companheirismo nesta relação, apenas cobranças, você se dedicou tanto a modificar o outro, que esqueceu das mudanças que precisava fazer em si mesmo. Toda essa situação do relacionamento fez com que ambos afastassem emocionalmente um do outro e procurasse por algo bom, fora daquele relacionamento falido.

Isso o exime da culpa da traição? Não, mas mostra que houve falha dos dois lados, não importa o grau da falha de cada um, o que importa é que você reconheça e entenda que neste mundo, não existe seres perfeitos, que não existe um único culpado de tudo, e que todos erram, veja bem, todos erram.


3. Mentalize o perdão

A lei da atração nunca falha. Tudo o que você quiser e colocar em sua mente que terá, o universo trará para você.

Assim também funciona com o processo de perdão, todas as vezes que a mágoa, a tristeza e o ressentimento derem o ar da graça no seu dia, repita fortemente:

“Eu o perdoo” ou  “Eu me perdoo”.

Mesmo que em um primeiro momento sejam apenas palavras ditas, continue a repetir e a mentalizar a leveza da alma, até que você realmente consiga sentir o perdão.


4. Preencha sua alma

Nesta etapa, você já estará se sentindo mais leve, quase não haverá mais dor, as lembranças ruins já não são mais um tormento e, provavelmente, você estará chegando na neutralidade, se é assim que você se sente, chegou a hora de preencher a sua alma.

Absorva cada sentimento bom que estiver a sua volta, seja gentil com as pessoas, sorria, leve o bem para outras pessoas, lembre-se de momentos felizes, das pessoas que ama, das pessoas que o amam e de tudo o que lhe trouxer alegria.

Fazer isso o envolve em bons fluídos, de positividade, elevando o seu ser a um outro nível.


5. Perdoe de coração

Se você seguiu todos os outros passos com sucesso, tenho certeza de que a vida se encaminhou de preencher as lacunas que faltavam, e eu não precisarei lhe dizer como perdoar de coração, pois, sem dúvida, você já terá perdoado.

Perdoar não é só necessário, é essencial para tudo que desejarmos na nossa vida, possa se materializar. Não viva com amarras, não viva como se algo sempre estivesse faltando! Viva bem, viva puro, viva livre, viva feliz!

_____________

Direitos autorais da imagem de capa licenciada pelo site O Segredo: omgimages / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.