O poder das almas livres…

“Almas verdadeiramente livres são antigas. Elas não conhecem o apego. Almas livres vivem o presente e nunca voltam para onde não podem ser elas mesmas.”

Uma alma livre é calma. Uma alma livre compreende que para manter sua vibração alta, é preciso ser apenas o que é: sua mais pura essência. Ela não possui espelhos, ela não possui o desejo de exigir do mundo, mas, mesmo assim, busca melhorá-lo.

Uma alma livre sabe dançar com a brisa do vento, sabe fechar os olhos e se calar, ou apenas observar. Ela vive intensamente, sem medo da estrada.

Ela compreende que alguns dias são bons e outros são ruins e o controle está nela mesma.
Ela não tem medo de se afastar, não vive de apegos. Ela compreende que apenas o que é verdadeiro e importante a nós que permanece e o que for inútil, vai-se com o tempo, querendo nós ou não.

Você pode se aproximar de uma alma livre, mas não espere que ela vá ficar e não espere que ela vá lhe prender.

Uma verdadeira alma livre não tem necessidade de prender ninguém e nem de se prender a um lugar, porque ela sabe que tudo o que você precisa prender não pertence realmente a você. A clássica frase “viver ao sabor do vento” é um lema a ser vivido por ela.

Na maioria das vezes ela apenas observa e sente. Apenas observa o mundo no seu espaço e caminha sentindo cada detalhe. Uma alma livre aprendeu a viver no presente, porque é no presente que mora a felicidade. O passado é sempre história e nosso futuro depende dos nossos atos hoje.

Uma alma livre sabe que nossa alma tem uma música que ecoa pelo Universo e todos podem ouvir essa música, mas  nem todos serão capazes de entender seus acordes.

Uma alma livre nunca se compara, porque não faz sentido comparar corpos e vidas, se cada alma possui sua melodia e jeito de se sintonizar.

Uma alma livre tem o desejo de amar outras almas puras, almas livres como ela, que vivem a realeza de ser quem são. Almas que controlam os próprios passos. O corpo toca, mas a alma não sofre influência, ela apenas evolui.

Almas livres pertencem às mentes despertas, a mentes que não podem ser destruídas ou manipuladas.

Almas livres parecem vagar, quando apenas estão vivendo na intensidade de cada lugar. E elas nunca confrontam, elas apenas se defendem. Viveram o suficiente para deixar outras almas livres também, elas não estão em fases de criar distúrbios por seus próprios interesses.

Elas gastam mais tempo controlando a própria energia, do que controlando o mundo a sua volta. Porque elas sabem que basta ser para todo mundo sentir. Basta ser, para viver. Elas são conectadas com a Origem, com a maior força que as faz únicas em suas jornadas.

Elas existem com a missão de libertar outras almas.

___________

Direitos autorais da imagem de capa: captblack76 / 123RF Imagens



Deixe seu comentário