O poder de perdoar a si mesmo!

4min. de leitura

É muito enfatizado hoje que devemos perdoar o outro, mas já parou para pensar que não perdoamos nem a nós mesmos?  

Claro que perdoar os outros é muito importante, como diz uma frase que gosto bastante: “Perdoar é libertar um prisioneiro e descobrir que o prisioneiro era você.”



Só perdoando o outro é que é possível seguir com uma vida mais leve, sem o peso das bolas de ferro no calcanhar, que é o rancor e a mágoa.

Porém, é impossível perdoar o outro quando não se perdoa nem a si mesmo. Não dá, gente! Não dá!

Como eu posso perdoar os erros do outro, se eu não consigo perdoar os meus mínimos erros e defeitos? Como eu posso perdoar o outro, se eu não consigo perdoar quando eu falo uma besteira, quando me saio mal em uma entrevista de emprego, ou quando pareço uma idiota? Ficar semanas, meses, e até anos pensando que poderia ter sido ou feito diferente não serve para nada! Só serve para nos levar a lugar algum, torna-se um círculo vicioso.


Pela lei da atração, tudo o que você pensa e sente você atrai. Então pense: o que você está atraindo quando sente esse rancor, essa mágoa de si mesmo?

Mais do mesmo, mais rancor, mais mágoa. É preciso quebrar esse ciclo já!

Para perdoar-se é preciso entender que somos humanos, e que esta vida é como uma escola, ninguém sabe de tudo. E como numa escola, é necessário errar quantas vezes for necessário para aprender. 

Entender isso é se liberar para viver a vida e uma vida plena, para evoluir como pessoa, para alcançar o seu maior potencial como pessoa.


Quando perdoamos a nós mesmos tudo fica mais leve e assim fica mais fácil estender esse perdão para os outros.  Perdoar-se é amar a si mesmo e também amar o outro, é aceitação. É aceitar quem você é e por consequência aceitar o outro, é acolher-se e acolher o outro, é respeitar suas limitações de SER HUMANO e também respeitar o próximo.

Perdoe-se por não ser ainda quem você acha que deveria ser ou estar nesse momento, perdoe-se por algo que você tenha dito no passado e que hoje você não diria.  Não é justo julgar o passado com a vivência que você tem hoje. Saiba que tudo o que fez foi o melhor que poderia ter feito de acordo com o teu nível de consciência e aprendizado.

Pare de ficar remoendo os erros do passado. Aconteceu e pronto, foi dito e pronto. Não podemos mudar o passado, porém podemos aprender com ele.

Como já disse Bill Gates:  “É bom comemorar o sucesso, mas é mais importante prestar atenção às lições do fracasso”.  Prestar atenção às lições! Tudo é aprendizado!  

___________

Direitos autorais da imagem de capa: igorvoloshin / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 23/12/2017 às 2:35






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.