4min. de leitura

O poder dos bons relacionamentos

Relacionamentos positivos e saudáveis promovem um ambiente otimista e propício para novos aprendizados.


Inteligência interpessoal

Ter a capacidade de fazer contatos, estabelecer parcerias, articular relações fortes e duradouras, além de considerar-se um eterno aprendiz, em constante crescimento e aprendizado, são alguns desafios do ser humano do séc. XXI.

Manter os elos com as pessoas certas deve ser considerado um exercício diário nesta era digital, quase cibernética.

A sociedade é formada por pessoas que têm habilidades diferentes, mas têm incomum o raciocínio e sentimentos.


Acredita-se que a matéria “Bom Relacionamento” esteja ligada a uma das sete inteligências múltiplas: a INTERPESSOAL, que tem como objetivo alcançar a EMPATIA das pessoas.

Deve-se ter em mente que relacionamento implica em conviver, dividir, compartilhar espaços, situações, opiniões e tarefas. Tudo isso em grupo. E esta arte, a de interagir com o próximo, pode ter meandros profundos, visto que a raiz da maioria dos problemas no mundo dos negócios está nas relações interpessoais.

Relacionamentos positivos e saudáveis promovem um ambiente otimista e propício para novos aprendizados.

Espera-se que bons relacionamentos fomentem o autoconhecimento, atos de gentileza, maior produção, mais vendas, geração de contratos e inúmeras parcerias, colhendo assim frutos da aplicação da inteligência interpessoal no trato com as outras pessoas.


Segundo o Psicólogo e Cientista norte-americano Howard Gardne, autor da Teoria das Inteligências Múltiplas, existe ao todo, sete tipos de inteligência e todas as pessoas têm um pouco delas dentro de si. Ele as relacionou da seguinte forma:

1. Lógico-Matemática – é a capacidade de realizar operações numéricas e de fazer deduções;

2. Linguística – é a habilidade de aprender idiomas e de usar a fala e a escrita para atingir objetivos;

3. Espacial – é a disposição para reconhecer e manipular situações que envolvam apreensões visuais;

4. Físico-cinestésica – é o potencial para usar o corpo com o fim de resolver problemas ou fabricar produtos;

5. Intrapessoal – é a inclinação para se conhecer e usar o entendimento de si mesmo para alcançar certos fins;

6. Musical é a aptidão para tocar, apreciar e compor padrões musicais.No entanto, cada pessoa tem um desses tipos mais desenvolvido e que se sobrepõe sobre os outros.

E por última, a Inteligência Interpessoal, já citada, que consiste na capacidade de entender as intenções e os desejos dos outros, e consequentemente de se relacionar bem em sociedade.

Desenvolver a capacidade de relacionamento facilita o processo de crescimento profissional e pessoal dando forma a hábitos e atitudes que nos direcionam para uma visão mais humanista e holística de nossa presença neste mundo, seja pessoal ou profissional.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF / Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.