ColunistasComportamento

O poder é neutro. Quem o usa é que o torna bom ou ruim

O poder é neutro

Poder (do latim potere de possum, posse, ser capaz de, poder) é a capacidade de deliberar arbitrariamente, agir e mandar.



Esse termo poder de diversas feições, engloba os aspectos da sociedade e do convívio entre animais racionais e irracionais, definindo a capacidade real ou em potencial para revelar o domínio do território.

Vivemos num mundo, onde atualmente, mais que antes, as pessoas confundem “sou do bem” com o “tenho poder”, afinal, muitas vezes o cidadão que se diz “de bem”, só age dessa forma, pelo fato de estar bem posicionado no trabalho, ter boa soma em dinheiro na conta corrente, e quando se vê em xeque, depois de ter “perdido” o status ele já não tem a mesma postura.

Muitas vezes, utiliza-se do poder para passar num sinal vermelho, estacionar ou parar o veículo em local inadequado, passar à frente nas filas por estar na condição de uma autoridade e por aí vai.


Afinal, o poder é bom ou ruim?

Penso que o poder seja neutro, quem o torna bom ou ruim é o indivíduo que, na obsessão de se tornar alguém acima da lei, se coloca como o todo-poderoso, e aí, pronto, arrogância, prepotência, humilhações e por aí vai.

Neste mundo em que vivemos precisamos refletir, pois cada vez mais o nosso “ser” tem a necessidade ser maior que o nosso “ter”, caso contrário, a própria situação nos colocará em segundo, terceiro, quarto, quinto plano e assim por diante.

Exemplos não nos faltam, seja no campo econômico, profissional, pessoal, político e etc.


No campo econômico vemos uma manipulação das gerações atuais, levando todos a um crescente consumo de bens materiais, sem distinção, e acúmulo de bens que acabam por deixar as qualidades principais que são as morais de lado.

Do lado pessoal, então, o fato de uma pessoa ter conhecimento intelectual superior a outra, basta para fazê-la sentir-se com o poder superior e usar de uma postura arrogante, autoritária, e, algumas vezes, desequilibrada, ofendendo, machucando e magoando o outro.

No campo político e dos poderes: executivo, judiciário e legislativo, as coisas não são muito diferentes, pois ali se acentuam com fervor, pois a cada dia estamos assistindo vereadores, deputados (estaduais e federais), senadores, secretários e ministros de governo, prefeitos, governadores, presidente, promotores públicos, juízes, enfim a grande e esmagadora maioria  dos envolvidos nesses três poderes se beneficiando, direta e indiretamente dos seus poderes para si e para àqueles que são seus “parças”.

Sendo assim que possamos utilizar esse poder que é neutro, transformando-o em bem, pensando e agindo para a nossa transformação para moral. “O seu pensamento é a chave para o seu sucesso!”



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: vadymvdrobot / 123RF Imagens


Não se obrigue a ser o que você não é!

Artigo Anterior

A partir de hoje, eu assumo a responsabilidade por minha vida

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.