ComportamentoO SegredoRelacionamentos

O príncipe que virou sapo

o príncipe que virou sapo

Certa vez conheci um rapaz. Aparentemente um verdadeiro príncipe. Boa aparência, bem vestido, cheiroso (afinal homem cheiroso é o que há), além disso, ele era culto. Falava e agia como o homem dos sonhos de qualquer mulher.



Pois é, essa foi a primeira impressão, mas não foi a que ficou…
Não levou muito tempo, eu percebi que aquele rapaz não passava de um menino imaturo e  mimado que valorizava muito mais o dinheiro e poder do que qualquer  princípio e valor.
Dialogar com ele era algo impossível, pois era adepto de monólogos, sempre com o mesmo tema: ELE… Jamais esquecia de enfatizar o quanto era bom, loiro, alto, atlético, conquistador, inteligente, viajado, enfim, o quão era perfeito (lógico na visão dele, ah e da mãe dele também hehehe).

Logo percebi que aquele “maravilhoso” moço não tinha amigos. Mas só podia né, o cara era  muito CHATOO!
O rapaz vivia em um mundinho, onde ele era o centro da atenção, mundinho no qual ter é mais importante do que ser, onde se dá valor ás coisas pelo que valem e não pelo que significam…
Contudo, aos meus olhos, o belo moço perdeu o encanto, perdeu a beleza… As atitudes dele fizeram-no uma pessoa feia, desagradável… pobre criatura, não tenho apresso, não tenho raiva, tenho é dó… pessoas assim precisam é de um choque de realidade!
Pois é, o príncipe virou sapo…

Nunca mais falei com ele e não tenho nenhum contato, é como se não existisse…
É como li em algum lugar certa vez: A melhor vingança é o esquecimento. Afinal, quem é você mesmo?

Bibiana Zaparolli

Desde muito cedo começou a escrever suas visões de vida e sobre situaçõesbibiana perfil


cotidianas. Com a formação acadêmica em Jornalismo, a escrita passou a estar mais

presente no seu dia-a-dia de forma profissional. Porém, falar sobre pessoas, e sentimentos que as comentem, de forma não jornalística, continuou fazendo parte do seu repertório.

Somente com o início dos estudos terapêuticos, pode escrever com mais propriedade e entendimento sobre as relações humanas.

A Jornalista Bibiana Zaparolli é Terapeuta Holística, formada pela Associação Brasileira de Estudos do Sentir.


 

O ego deseja brilho, a alma anseia por luz

Artigo Anterior

O que é o ego e como podemos transcendê-lo?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.