O PROBLEMA DA LEI DA ATRAÇÃO…

Muito fala-se sobre a lei da atração, mas poucos entendem por que a lei da atração não funciona em termos práticos materiais e por que é danosa para quem a cultiva.

Claro, que em largos termos, a lei da atração é um fato da vida. Seus desejos moldam seu destino. Seus pensamentos afetam sua vida. Em termos gerais assim, concordo perfeitamente com a lei da atração.

O problema começa quando a coisa fica mais fantasiosa, com o conceito que se pode obter qualquer coisa material na vida pela força da lei da atração. A fantasia tola é que se pode obter aquele belo carro importado, aquele parceiro de vida maravilhoso, um corpo sarado, rios de dinheiro, etc apenas pela força dos pensamentos. Este conceito não só é uma besteira, como também faz mal para quem pratica.

Há três problemas com a lei da atração como é comumente explicada: 1) o erro de tempo, 2) o erro dos fatores para as coisas se concretizarem e 3) o erro de foco.

O erro do tempo é não entender que somos almas eternas. Sim, seus desejos certamente moldarão seu futuro. Mas quando? Amanhã? Dentro de uns meses? Depende do desejo.

Vai ter coisas que só vão acontecer em outra vida, e olhe lá. A lei do karma define tudo de material em sua vida. Tudo, absolutamente tudo, que define sua vida material hoje é fruto de suas ações no passado. Cada centavo em sua conta bancária, seu QI, família, nação, aptidões e cada evento e pessoa em sua vida. Em termos gerais, esta vida já foi “contratada”. Você já fez a lei da atração para esta vida. Já está programada. É como escolher um voo no aeroporto. Uma vez que entrou no avião e o mesmo decolou, não adianta querer mudar de ideia. É tarde demais. Nosso avião desta vida já decolou. As coisas não vão mudar muito do programado. Nem por isso podemos saber do amanhã.

Pode ser que este programa kármico inclua uma mudança de pobreza para riqueza, ou riqueza para pobreza, de ser trabalhar numa fábrica para ser presidente, etc. Mas o fato é que já está programado. Mentalizar outra realidade material é como estar num voo para Curitiba pensando como seria bom estar num voo para o Rio.

O erro dos fatores é ainda mais crasso. Achar que só desejo é suficiente para obter sua situação material é ingênuo. Desejar é apenas parte do processo. Precisa merecer! O mérito não é barato. Precisa ter crédito kármico para ter experiências positivas no mundo material. Precisa ser uma pessoa boa, mais especificamente, uma pessoa dhármica. O que dizer então, da vontade de Deus.

Em resumo, se você quer coisas materiais, você pode obtê-las, mas precisará ter mérito, sendo uma boa pessoa, e muita paciência, pois talvez leve umas vidas para frutificar o resultado esperado.

E isso nos leva ao mais grave dos erros da lei da atração: foco. É justamente a fonte de todo nosso sofrimento e toda nossa ansiedade ficar desejando coisas no futuro.

Veja:

É o que chamo de paradigma da fantasia no Caminho 3T, onde fazemos listas de “felicidade condicionada”, achando que este carro, aquele cargo, esta situação, este tanto de fama e reconhecimento, estas pessoas ao meu redor, etc vão me trazer felicidade. Isso é um engodo. Com a mente presa no futuro, em uma rede de desejos e anseios ilimitados, o único resultado real é frustração, ansiedade, raiva e decepção. A felicidade nada tem a ver com o tipo de carro que tem, o cargo que ocupa, ou qualquer outro fator externo. Sua felicidade é inteiramente baseada nas coisas da alma: conexão e serviço.

Veja:


Ou seja, é apenas quando trazemos nossa mente para o aqui e agora, para o cumprir de nosso dharma e, mais importante, para nossa conexão espiritual em bhakti, é que realmente experimentamos a felicidade.

Entenda mais vendo meu vídeo sobre o tema:



Deixe seu comentário