O que é aproveitar a vida?

O que é aproveitar a vida?

É viver em busca de prazeres supérfluos?

Trabalhar duro para obter resultados futuros como ter uma casa e estabilidade financeira?

Tem uma outra opção?

Aqui veremos o que o yoga nos oferece como solução para esta importante pergunta.

Veja meu vídeo sobre este tema:


Recebi esta pergunta/comentário num vídeo:

“O que é aproveitar a vida? Seria certo abrir mão hoje de passeios, amizades novas, um carro mais novo, comidas menos saudáveis, ficar perto de quem realmente nos ama…

Ou viver regrado, economizando, trabalhando só para pagar contas, encarar financiamentos a perder de vista para garantir uma casa que você mal vai dormir nela…

Cada dia nos afastamos de quem amamos e nos aproximamos de um futuro solitário, talvez com alguns bens ou largado em um canto qualquer como um peso velho que atrapalha os que ainda nos cercam.

Mais tudo pode mudar agora. Certo?”

Eu diria que não é nem uma coisa nem outra. Não se trata de sofrer hoje, perdendo o que tem de bom na vida, para garantir um plano de segurança financeira futura, nem tampouco de “se divertir” hoje, ignorando sua situação futura.

O foco do meu trabalho é alertar que temos que ser felizes hoje. Agora mesmo. Esqueça isso de ser feliz no futuro.

Se você não está feliz neste momento, então algo precisa ser trabalhado. Não algo externo, mas interno. Você precisa mudar como está vivendo.

Aquele prazer ilusório da antecipação de prazer é como uma droga. Dá um barato, mas o joga para baixo depois. E só ficar infeliz hoje pensando que vai ser feliz quando isso ou aquilo acontecer, é um engano existencial que vai enchê-lo de ansiedade, medo e frustração.

No Caminho 3T chamamos isso do Paradigma da Fantasia e sabemos que isso é a fonte de todo nosso sofrimento, veja mais aqui:

Então, podemos pensar, temos que curtir a vida agora com desfrute sensorial! Vamos comer o que é gostoso, beber, brincar… festa! Só assim seremos felizes agora. Certo? Não!

Isso também é uma ilusão. Krishna explica na Bhagavad-gita, o livro mais importante e famoso da tradição, que esse tipo de prazer começa parecendo um néctar… e acaba como veneno. Muitos tentaram. E você sabe que isso não dá certo. Depois de algumas horas disso tudo vai morro abaixo: embriaguez, tolice, loucura.

Tem uma maneira muito mais inteligente e sustentável de ser feliz agora e sempre, que é o que eu chamo do Paradigma da Realidade. Isso é um chamado para sair da superfície e aprender a viver bem no aqui e agora.

Tem prazeres mais profundos do que o prazer dos sentidos. Tem o prazer de ser você, ser autêntico e fiel a sua natureza. Tem o prazer de cumprir, de agir, de acordo com essa sua natureza, o que chamo de agir no dharma. O prazer da totalidade da ação alinhada com sua alma.

Mais ainda do que isso tem o prazer do despertar espiritual pleno. Do desabrochar de seu amor espiritual, do reconectar-se com a Fonte Suprema, Krishna.

E o interessante é que esses prazeres, que não tem limite, ajudam-lhe simultaneamente a garantir o melhor futuro possível em termos práticos e mundanos.

Em resumo, respondendo à pergunta, temos como viver em estados cada vez mais elevados de prazer agora, aproveitando a vida agora mais e mais a cada instante, e ao mesmo tempo estar fazendo o necessário para preservar nosso futuro no sentido mundano e prático.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / snedorez



Deixe seu comentário