O que é verdadeiro vem do eu e não do ego!

Enquanto a vaidade dominar seus objetivos; haverão muitos inícios simultâneos e coisas por fazer: mas não se deixe cegar pela agitação.



Geralmente esses compromissos são os sonhos de terceiros: e por isso, você nunca verá finalizações ou o grande sucesso que deseja.

Você flutua no campo do “como” e vive fazendo coisas. Assim sente-se útil e motivado a fazer cada vez mais e mais e mais.

Entretanto, enquanto o ego controlar seus caminhos, haverão certezas e autoafirmações feitas no vazio. Seus (novos) sonhos andam de carona nos sonhos alheios. Mas como em algum lugar, ainda existe uma essência sua, sente que nunca é remunerado ou reconhecido o bastante, e isso te frustra.


Enquanto suas metas não forem pautadas em quem você realmente é- e isso significa alinhar corajosamente em tripé de equilíbrio, os seus pensamentos e sentimentos mais profundos às suas ações- qualquer dinheiro que entre; qualquer relação de aparência; qualquer sorriso e prazer momentâneo, senso de utilidade, admiração interesseira, aprovação social…

Qualquer coisa que aparentemente prove seu valor, parece ser justo, bom e suficiente para te fazer feliz e dentro do funcionamento normal da vida.

Mas, enquanto a vaidade, o ego e o orgulho tomarem conta de quem você é…. (Que ironia!) Você não conseguirá ser você de verdade: ser alguém de alma livre, intenso e realizador; de poder infinito; o ser completo (pensar/sentir/fazer) de conquistas plenas.


Um sonhador e não seguidor; de felicidade profunda, um ser na paz de reconhecer em si mesmo suas potencialidades de amor!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.