5min. de leitura

O QUE LEVA UMA PESSOA A DISTORCER A REALIDADE?

Acho incrível quando estamos conversando em uma roda de amigos, e alguém sai bravo porque outro alguém não concordou com sua ideia. Dependendo da personalidade, pode sair uma briga feia, além de meses ou até anos de rompimento de amizade.


Você conhece alguma história semelhante?

Ou aquele casal que as ideias nunca batem. Ela pensa de uma forma e ele de outra completamente diferente, e no final das contas se não houver um pouco de paciência, o casamento viverá de brigas e discussões intermináveis.

Mas afinal, por que o ser humano age dessa forma? Por que ás vezes é tão difícil manter diálogo com alguém?

Existe uma premissa na Programação Neurolinguística (PNL), a qual trabalho arduamente para divulgar: “O mapa não é território”. Cada um de nós vive uma realidade única, somos seres únicos. Nós criamos nossa realidade, através das interpretações que damos aos fatos que nos rodeiam. Esse processo é individual: o mundo é uma infinidade de impressões e percepções que são filtradas por nossas experiências, crenças, valores, interesses e suposições.


O QUE LEVA UMA PESSOA A DISTORCER SUA REALIDADE FOTO 01

Normalmente, não é o que você disse a outra pessoa que pode causar discórdia, mas a percepção que ela tem sobre o assunto. Isso se dá devido ao mapa que ela tem sobre o mundo.

Como assim?

Simples: é como se ela usasse óculos para enxergar o mundo de forma diferente da sua. E os óculos de cada ser humano no mundo são diferentes. Mas nós não fazemos isso propositalmente não: é simplesmente por sermos únicos e com experiências únicas.


Um lenhador, um artista e um biólogo, ao darem um passeio numa floresta, terão experiências distintas. Cada um de acordo com seu mapa e filtros de percepções. Um ouvirá mais, e o outro sentirá mais, um olhará para as cores e texturas, o outro para perfumes.

Mas e aí? Um terá a percepção mais correta que o outro?

É bem provável que não. Existe um fato, que é a floresta, e existe uma percepção sobre essa floresta, que não é uma verdade absoluta, mas sim a interpretação desse fato. E cada um interpreta individualmente.

Nesse sentido, se caminha pelo mundo à procura de soluções, encontrará soluções, se procura problemas, encontrará problemas.

Para que você possa compreender ainda mais essa premissa, observe esses 5 pontos cruciais na sua comunicação:

O QUE LEVA UMA PESSOA A DISTORCER SUA REALIDADE - FOTO 02

  1. As pessoas respondem às suas próprias percepções de realidade;
  1. Todas as pessoas têm seu próprio mapa de mundo. Nenhum mapa de alguém é mais “real” ou “verdadeiro” que o mapa dos outros;
  1. O significado da nossa comunicação é a resposta que obtém de alguém, independentemente da nossa intenção;
  1. Todos nós possuímos (ou potencialmente possuímos) todos os recursos de que necessitamos para agir de forma eficaz;
  1. A mudança resulta da ampliação ou enriquecimento do mapa de mundo de uma pessoa pela utilização de um recurso apropriado, ou a ativação de um recurso potencial, para um contexto particular.

Diante disso proponho a você observar mais seus diálogos. Compreendendo que cada ser é único e tem suas próprias interpretações, construídas de acordo com seus próprios filtros, crenças e valores, você ajudará na construção de relacionamentos saudáveis e diálogos mais eficazes em sua vida pessoal e profissional. Como bônus, respeitará a opinião do outro.

A mensagem que quero deixar aqui para você é: “Respeite o mapa do mundo da outra pessoa”.

Um abraço carinhoso





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.