publicidade

O que os outros pensam a meu respeito não é algo que me importe, mas minha felicidade sim

O que os outros pensam a meu respeito não é algo que me importe, mas, por escolha, a felicidade é algo que sempre me importou…

Eu sei que o que mais existe no mundo são pessoas para opinar sobre tudo e é por isso que sempre existirão aquelas que querem opinar sobre a nossa vida, sobre o que fazemos ou deixamos de fazer, sobre os passos que damos ou os que não demos.



A verdade é que querem ser donas do caminho e da vida alheia, porque isso as preenche.

Que vida vazia a dessas pessoas! É uma pena que existam pessoas assim, mas existem e você não pode permitir que elas sejam capazes de plantar em você a semente da maldade que envenena aos poucos, mas com doses suficientes para fazê-lo perder o chão.  

Dessa maneira, a medida do outro não pode nos afetar, devemos ser mais profundos do que qualquer coisa que nos faça ser menores, não devemos nos alicerçar e agir baseados em preceitos que só nos levam para baixo.

Ousadia é fazer o que nos eleva, porque, o mais fácil, todos podem fazer. Simplesmente, seja forte e passe por cima de tudo que não merece sua atenção. Faça a diferença com atitudes nobres e esqueça aquilo que não acrescenta!


Muitas pessoas o veem feliz constantemente e não entendem a sua felicidade, mas não abafe seu sorriso por causa disso.

A sua alegria é a de viver, mas enquanto os curiosos perdem tempo procurando explicações, continue tricotando a sua felicidade: sorria mais porque o riso, embora incomode muita gente, é o único capaz de nos iluminar por dentro e de ter a beleza de um arco-íris por fora.

Não se preocupe com o que pensam ou deixam de pensar porque, enquanto se preocupar com os outros, você estará minando a sua felicidade.

Já tem um tempo que a maturidade falou mais alto e que fez com que eu deixasse de me preocupar com os outros, porque o que pensam de mim nunca será a realidade que eu vivo.


Além de mim, só Deus me conhece plenamente: os outros não são capazes de entender que eu mudo, que nunca serei a mesma, mas nem por isso deixarei de lado a minha essência porque ela é a minha estrutura.

As pessoas não conseguem entender que o que pensam sobre mim não me afeta, porque eu escolhi olhar para frente e correr atrás dos meus sonhos, em vez de olhar para os lados e perder o meu tempo com aqueles que só sabem falar que eu não vou conseguir ou que perdem a sua vida por cuidar da vida dos outros.

Assim, o que os outros pensam a meu respeito não é algo com o qual me importe, mas, por escolha, a felicidade é algo que sempre me importou.

Focando na minha vida e não no que comentam dela, eu tenho mais tempo para ser feliz e não perco as minhas horas procurando atingir o ideal alheio.

Quando deixamos insignificâncias de lado, entendemos que a vida não pode se reduzir ao pouco, e que a felicidade está em buscar aquilo que faz bem para a nossa alma e para o nosso coração.


Direitos autorais da imagem de capa: Daria Shevtsova from Pexels

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.