ColunistasO SegredoReflexão

O que tiver de ser será! – karma, escolhas, aprendizados…

Por vezes cruzo-me com comentários como…



O que tiver que ser será!… Ah e tal… é o Karma… é o destino… etc… etc…

Nada contra… apenas me pergunto se, por vezes, não existe uma desresponsabilização pessoal (consciente ou não) quando proferimos este tipo de frases…

Claro que a vida acontece… e das melhores coisas que podemos fazer perante o que nos vai acontecendo é… aceitar… pois… se já aconteceu… de nada nos serve lutar contra isso… será mais inteligente aceitarmos o que é… o que já foi… e a partir desse ponto agir em conformidade… creio que, nesse sentido, ou para retirar algum peso desnecessário em algumas situações, este tipo de frases fará sentido…


No entanto, se utilizarmos estas frases (ou crenças), para nos desresponsabilizarmos parece-me que tal facto limita o nosso crescimento consciente. Acredito que somos mais maduros e adultos quando assumimos o nosso poder de escolha, de crescimento e de aprendizagem conscientes.

Podemos, por exemplo, para “passar” um exame de matemática dizer… o que tiver que ser será!… E esperar que por osmose, ou com o passar dos dias, esse conhecimento maturará na nossa cabeça e nos fará ter sucesso no exame. Podemos, por outro lado, ir às aulas… estudar… praticar… ir ao exame, fazermos o nosso melhor e… depois disso, para retirar algum peso desnecessário e ansiedade à situação, dizer a mesma frase… o que tiver que ser será! Neste caso parece-me que a frase já fará mais sentido… pois trabalhamos para atingir os nossos objetivos, o trabalho está feito e será esperar pelo resultado …

No que diz respeito às relações ou ao nosso desenvolvimento pessoal creio que podemos ver as coisas de forma análoga…

Numa relação podemos dizer… o que tiver que ser será! E, sem fazer “nada”, esperar que o resultado seja o que queremos…


Podemos, por outro lado, refletir, meditar, aprender, partilhar, crescer conscientemente antes e durante a relação… caso contrário o mais provável é “chumbarmos” consecutivamente o exame das relações… e diminuirmos a nossa probabilidade de sucesso…

Pessoalmente acredito que é no poder da reflexão e meditação que podemos “acelerar” processos de crescimento pessoal que de outra forma podem ou nunca chegar a acontecer… ou demorar mais tempo que o necessário… pois enquanto não forem feitas aprendizagens… enquanto não houver crescimento.. a tendência será a de repetirmos padrões…

E… Como disse Confúcio “Há três métodos para ganhar sabedoria:

Primeiro, por reflexão, que é o mais nobre;


Segundo, por imitação, que é o mais fácil;
E terceiro, por experiência, que é o mais amargo”

Pedro Sciaccaluga Fernandes


O que não nos mata torna-nos mais fortes! será?

Artigo Anterior

8 perguntas para fazer se você quer mudar a sua vida

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.