ColunistasDicasMeditação

O que você precisa saber sobre meditação…

meditando

1 – Meditar não é concentrar



Muitas pessoas confundem concentração, seja em uma palavra, um som, a chama de uma vela, com meditação. Concentração é uma das formas de treinar a mente para meditar.

Mas o intuito dessa concentração deve ser facilitar a meditação em si.

Meditar é buscar o desenvolvimento espiritual, sair da concepção limitada do Ego e buscar o além, a supraconsciência, estados de êxtase espirituais.


Uma boa maneira é ir em busca de si, encontrando –se consigo mesmo para que aja a transformação interior.

Quando de fato estamos no estágio meditativo é natural que entremos fundo dentro de nós mesmo, muitas vezes o que encontrando não o que gostaríamos de ver, e por mais doloroso que seja, só o fato de enxergar já faz parte do caminho para evolução. Não importa o que está dentro, o importante é aceitar, quando aceitamos estamos abertos para autotransformação que é o objetivo da meditação.

Conforme avançamos fundo em nós mesmo, cada vez mais profundamente, vamos tirando do caminho perturbações e por isso é dito que meditação trás paz interior, não apenas mental.



2- Meditar é um processo lento

Não espere grandes resultados logo de cara, uma vez que a técnica é muito fácil de aprender, mas alcançar resultados é um processo lento.

Primeiro porque nossa mente não está acostumada a serenidade, por esse motivo será uma luta constante até que ela, como que magicamente, é vencida pelo seu esforço e começa a trabalhar a seu favor.

Segundo porque é difícil ficar parado e não dar atenção aos sinais de alerta do corpo, aquele incomodo, naquela posição, aquela coceira que surge do nada, a mente trazendo um monte de informações conflitantes, a impaciência, enfim, muitas dificuldades.


Não existe uma técnica magica, tudo se resume a esforço e perseverança.


3 – Desculpas

Existem dois momentos em que as desculpas vão aparecer na sua vida.


O primeiro momento é quando você decide mudar sua rotina e começar a dedicar um tempo para meditar, e o segundo é quando você já conseguiu dar o primeiro passo e conseguiu algumas vezes tirar alguns momentos para si, mas antes que vire uma rotina as desculpas vão aparecer.

Vão surgir e tentar a todo custo cortar o processo, não porque sua mente seja ruim, ou sua inimiga e sim por que temos dificuldades em mudar quaisquer hábitos.

Quando isso acontecer ao invés de dar vazão as desculpas; não tenho tempo, não consigo me concentrar, é difícil ficar sentado, não consigo ter a disciplina correta, tem muito barulho, seja firme, e vença.

Como? Crie uma rotina!


Estabeleça um horário fixo, um local fixo, cuide desse cantinho com carinho pois é ali que você irá cuidar de si, pense nesse lugar, por menor que seja, como um espaço sagrado, onde você terá a oportunidade de se conectar com a criação.

Quando trazemos para a terra nossos objetivos, é mais fácil de vencer as dificuldades.

Se você já se predispôs a criar um horário diário para meditar, criou seu cantinho, toda vez que olhar para o seu lugar de meditação, sua mente vai te lembrar que você precisa meditar.

Cada vez que a hora da meditação estiver chegando sua mente vai te lembrar.


E com a rotina sua mente e seu corpo estarão mais propensos, a mente vai serenando e o corpo acalmando, isso é progressivo, por isso tão importante meditar sempre na mesma hora.

De preferência em jejum, uma vez que a digestão usa a energia do corpo concentrando nos órgãos digestivos e a mente fica dispersa. Procure meditar ao acordar, se programe para acordar mais cedo, é uma forma de achar um horário e também de começar bem o dia.

Use a mente como aliada e não como inimiga.



4 – Vitória

Sim você terá, em muitos momentos, a sensação de estar vencendo a si mesmo. E de fato estará sendo vencedor, vencendo a si mesmo!

Aproveite isso como um impulso, cada vez que vencer as desculpas e for para meditar, você será tomado com a sensação de auto realização, e mesmo que aquele dia sua meditação não tenha sido das melhores, a sensação de ter cumprido algo que você se propôs fazer será imensamente gratificante.



5- Não existe uma formula

Isso é o mais importante.

Depois de ter decidido meditar experimente variações para ver qual é a melhor para você.

Existem pessoas que usam mantras devocionais, outros procuram meditações ativas, como encontrar o êxtase na dança ritualística, outros buscam símbolos sagrados, outros encontram nas rezas, não importa a técnica desde que ela sirva a você.

E por fim, não pense que é um processo de elevação gradual apenas, tenha em mente que muitas vezes você terá a sensação de estar regredindo, longe de alcançar quaisquer níveis de consciência superiores, mas insista, você será recompensado.

Plantas e energias…

Artigo Anterior

15 citações que farão você se sentir grato novamente

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.