7min. de leitura

O segredo da felicidade! Compartilhe esta receita!

Sempre existe aquele prato que não pode faltar na mesa, assim como em ocasiões especiais, que merecem um belo jantar ou aquele almoço de domingo em família.


E muitos perguntam: qual o segredinho daquela comida maravilhosa? Alguns chefes não querem revelar o seu segredo, outros fazem questão de compartilhar a receita, mas a receita pode ser a mesma que não ficará igual, porque cada um tem uma mão, um toque especial e diferente. Cada pessoa tem uma familiaridade com algo, seja qual for a sua habilidade, cada um sempre terá a própria especialidade.

Mas, vocês devem estar se perguntando: o que isso tem a ver com o “Segredo da felicidade”? Outros dizem que o segredo da receita é o “amor”. E o amor é sem medidas, você não mede, você sente! Dessa forma, o segredo da felicidade é um só: o amor.

Sabe aquela sensação quando você saboreia aquela sobremesa deliciosa? Ou aquela comida de avó, que não existe igual? Essa sensação é causada por um dos hormônios da felicidade chamado dopamina.


Então, listarei aqui os quatro hormônios da felicidade e os efeitos maravilhosos que eles proporcionam em nossa vida.

1. Endorfina

É considerado como um relaxante muscular, que reduz e mascara a dor física.

Você sabia que alimentos como pimenta (verde, capsicum e vermelha) e assistir a filmes tristes liberam mais endorfinas em nosso corpo? Esse hormônio pode ser liberado com pequenas atitudes, como: cantar, dançar e trabalhar em equipe, melhorando assim não apenas as relações sociais como também o aumento de resistência à dor, tornando-nos mais vigorosos emocionalmente.



2. Serotonina

Conhecida como o “hormônio do amor”. Aquele sentimento de que nunca estamos sozinhos, que há pessoas importantes ao nosso lado e que nos fazem sentir importantes também. Esse é um dos principais hormônios e a cura para doenças como depressão, pois ele acaba com essa ideia de se sentir triste e vazio.

E, o que podemos fazer para liberar esse hormônio?

  • Praticar atividades físicas aeróbicas, como caminhada, corrida, ciclismo, dança…, pule corda, desça e suba escadas, nem que seja em casa, mas não deixe de se exercitar!
  • Tome Sol, sinta a natureza, respire ar puro, aprecie a beleza das pequenas coisas, como o vento tocar o seu rosto e a chuva molhar os seus pés.
  • Pensar em momentos felizes, pois as lembranças são as mais doces e gostosas recordações da vida, são aquela caixa de surpresa que você abre e revive tudo. É como olhar fotos antigas e reviver aquele momento, é a sensação de volta ao passado, como a infância, que é cheia de alegrias e levezas, trazendo-nos paz. Rir de memórias antigas e conversar sobre esses acontecimentos ajudam a liberar mais “serotonina” em nosso organismo, provocando esse sentimento lindo dentro da gente.

3. Dopamina

É uma mistura de sensações, a dopamina equilibrada e em alta provoca em nós sentimentos, como prazer em viver, sentir o amor e até mesmo a luxúria. Sabe aquela alegria que você sente quando consegue aquela vaga de emprego que tanto deseja? Ou até mesmo aquela vaga de estacionamento reservada para você? Pois, então, é causada pelo hormônio da dopamina!

Então, cumprir metas, alcançar objetivos e almejar realizações também fazem parte! Até ganhar um presente ou ser promovido em seu trabalho. Isso tudo é muito bom, concordam?

E saborear aquela pizza maravilhosa, então? Ou um sorvete, açaí, para os amantes de plantão, aquele almoço de domingo que só sua mãe ou sua avó sabem fazer, ler um livro, sentir-se bem consigo, mesmo que seja sentada(o) na varanda, sentindo a brisa.

São momentos como esses que liberam mais dopamina ainda. E, principalmente, acrescentemos a essa lista ações, como traçar objetivos, criar metas e agradecer a cada pequena conquista, pois a gratidão é o que atrai mais coisas boas em nossa vida, por isso sejamos sempre gratos por tudo de bom que nos acontece e até pelos tombos, eles servem para nos levantar ainda mais fortes.


4. Ocitocina

O famoso hormônio do abraço, conhecido também como hormônio dos laços afetivos. Você sabia do poder que tem um abraço? Um abraço precisa durar pelo menos 6 segundos, o contato com o peito, até sentir as batidas do coração do outro, alivia o estresse, provocando sensação de bem-estar e aconchego. O calor de um abraço vale mais do que qualquer outra intervenção terapêutica, pois é 100% natural e sentimental, tornando um dia ruim em mais leve. Dar e receber, essa troca é necessária para a espécie humana, por essa razão, para receber mais ocitocina, abrace com mais frequência. Nada melhor do que um abraço sincero! Presentear e ser presenteado por alguém especial, fazer o outro sorrir, construir laços geram confiança em relações afetivas, por meio da ocitocina, assim é que são construídos relacionamentos profundos e verdadeiros e, com o tempo, esses laços ficam ainda mais infinitos.

Então, compartilho com vocês uma receita de felicidade para lá de especial:

Ingredientes:

Uma colher de chá de açúcar para adoçar seu dia.

Um toque de paixão.

Uma xícara e meia de ousadia.

Uma pulsada de entusiasmo.

Uma dose de bom humor.

Duas colheres de sopa de empatia.

 Modo de fazer:

Misture tudo e deixe agir por 5 minutos. Coloque numa tigela e pronto, sirva-se à vontade!

Compartilhe esta receita com a sua família e amigos e saboreie cada momento, porque o bom da vida é ser feliz e ter com quem compartilhar.

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.