6min. de leitura

O segredo para resolução de conflitos que pode salvar seu relacionamento:

“Quando não somos capazes de falar autenticamente, nossos relacionamentos decaem, assim como o nosso senso de integridade e autoestima.” – Harriet Lerner

Quando nos sentimos desencantados com nossos relacionamentos (algo que a maioria das pessoas experimenta), é fácil pensar que somos os únicos com problemas. Nós tendemos a comparar como nos sentimos sobre o nosso relacionamento com a forma como outros casais aparentam se sentir. Esquecemos que eles também podem estar se sentindo infelizes com seus relacionamentos, embora ajam como se tudo estivesse bem. Eles podem até estar olhando para nós e secretamente desejando ter o relacionamento que temos.


Através do meu trabalho com centenas de casais e meu próprio casamento, que é o meu maior mestre, comecei a acreditar que existem várias questões comuns que acabam acontecendo na maioria das parcerias de longo prazo. Por mais desesperado que essas questões possam fazer você se sentir no momento, existem maneiras de aprender a superá-las e começar a prosperar novamente, em vez de apenas sobreviver.


Síndrome do tapete irregular:

O conflito é parte de todos os relacionamentos, mas muitos casais acreditam que fortes diferenças de opinião significam que seu casamento está perturbado, e porque nenhum de nós quer um casamento conturbado, negamos essas diferenças fingindo que concordamos, mesmo quando não o fazemos. O resultado é a “síndrome do tapete irregular”, na qual varremos as tensões que acompanham os nossos conflitos tácitos sob o tapete.

Depois de um tempo, o tapete torna-se muito grumoso, e temos que cuidar nossos passos, enquanto procuramos os poucos espaços lisos do tapete. Torna-se cada vez mais difícil passar de um tapete para o outro.


Quando finalmente enfrentarmos nossas diferenças, podemos liberar tudo o que pensarmos e sentimos, e essa raramente é uma forma eficaz de desfazer a bagunça do tapete. A gestão de conflitos bem-sucedida tende a parecer contraintuitiva, pois significa ouvir as coisas desconfortáveis ​​que nosso parceiro diz sobre nós. Significa também entendermos nossas partes no conflito, e falarmos de uma maneira que comunica racionalmente nossos sentimentos a nosso parceiro. Pode até mesmo significar desculpas e encontrarmos maneiras de reconstruirmos a confiança ou de mudarmos nosso comportamento. Essas habilidades requerem muita coragem, paciência, autoconsciência e prática, mas todos nós podemos – e devemos – aprender a restaurar a abertura e a conexão em nossos relacionamentos.


Como fazer isso:

É essencial aprendermos a ouvir e falar sobre as queixas de nossos parceiros. Precisamos parar de empurrar questões para o tapete e descartar dores ou conflitos. Em relacionamentos saudáveis, não há nódulos no tapete. Em vez disso, o tapete é liso. Isso significa que, em vez de mantermos um livro negro de ressentimentos, tentamos gerenciar as situações que os causam no momento em que acontecem.

De acordo com a Dra. Patricia Love – escritora, palestrante e terapeuta – as relações são cíclicas. É essencial compreender estes ciclos para geri-las. Colocar todas as dificuldades sob o tapete não desempenha nenhum papel neste ciclo. O ciclo é o seguinte: conexão, ruptura, protesto, reparo, reconexão.


Começamos uma conexão, e então, em todos os relacionamentos, há uma eventual ruptura. Isso pode ser um grande problema ou algo pequeno, como ferir os sentimentos de seu parceiro acidentalmente. O importante é que isso acontece sem intenção: Como nos apaixonarmos, está fora do nosso controle. É o que fazemos a seguir que determina o futuro do relacionamento.

A pessoa com os sentimentos feridos precisa encontrar uma maneira de:

  1. Protestar, se a ruptura é significativa.
  2. Verdadeiramente deixá-la ir, se não é.

Varrer as coisas para baixo do tapete não faz bem para ninguém. A capacidade de protestar habilmente não acontece de uma hora para a outra, nem a escuta de forma não-defensiva. É nesse lugar que a nossa vontade de aprender essas habilidades entra em jogo. Se protestamos e compreendemos a arte de nos desculpar e perdoar, podemos avançar para a reconexão. Se não entendemos essa arte, tendemos a varrer o assunto para debaixo do tapete, onde ele aparece como um rancor, uma explosão prejudicial, ou um ressentimento que vai destruindo o nosso amor.


Coisas para lembrar:

Um dos mitos mais importantes da vida é a noção de que tanto o sucesso do nosso relacionamento como o nosso nível de felicidade são determinados pelo que o nosso parceiro diz e faz. A lição mais valiosa que esse mito nos ensina é que toda mudança de relacionamento começa com nós mesmos. Uma vez que mudamos nosso foco de nosso parceiro para nós mesmos, ganhamos enorme poder de afetar tanto nossos relacionamentos quanto nosso próprio bem-estar.

O segundo ponto é que muitas das dificuldades – pequenas e grandes – que enfrentamos quando o tapete se tornou um campo minado só serão resolvidas quando aplicarmos coragem e habilidade. Lembre-se, relacionamentos de longo prazo têm muitas estações, algumas frias, outras nebulosas ou tempestuosas, e esse fato pode nos ajudar a entender que, quando surgem dificuldades, nem sempre há algo de errado em nosso relacionamento. Estes problemas são normais, e agora sabemos como suavizá-los.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Mind Body Green





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.