24min. de leitura

O seu corpo fala! Entenda o poder da linguagem corporal

Acesso rápido:


– Afinal, o que é a linguagem corporal?
– Como ouvir o meu próprio corpo?
– Quais os principais sinais que meu corpo pode dar?
– Como a linguagem corporal me auxilia no dia a dia de trabalho?
– Como interpretar a linguagem corporal das pessoas do meu convívio?
– Algumas conclusões a que os cientistas chegaram
– Quais os erros que não devo cometer na linguagem corporal?


Você sabia que 65% de toda comunicação humana se dá por meio de gestos? O corpo fala mais que as próprias palavras. Considerando essa premissa, é importante compreender a importância em conhecer a linguagem corporal para sua vida.

Vamos conceituá-la, mostrar como ouvir o próprio corpo e entender os sinais que ele pode dar, apresentar dicas de atitudes para ser bem-sucedido no trabalho, indicar como fazer a leitura dos gestos das pessoas de nosso convívio e, por fim, enumerar os erros que devem ser evitados.


Nossa expectativa é ajudá-lo a se conhecer e viver melhor, com relações mais sinceras e proveitosas — com os outros e consigo mesmo. Ficou interessado? Continue a leitura e aproveite!


Afinal, o que é a linguagem corporal?

A linguagem corporal constitui o conjunto de todas as expressões e comportamentos do corpo. Ela agrupa as mensagens que você transmite além daquilo que é dito em palavras.

A Quinésica é o campo científico que se ocupa dessa forma de interlocução, investigando e interpretando o significado dos sinais corporais. Diversificados contextos e situações fazem com que os nossos sentidos se manifestem de maneiras peculiares. É interessante que, quase sempre, não nos damos conta desse comportamento gestual, o qual pode revelar muito sobre os nossos sentimentos e a personalidade.

Adotar as ações adequadas pode facilitar em muitos aspectos, pessoais e profissionais de nossa vida. Com uma postura mais receptiva e agradável, os caminhos para conquista amorosa são facilitados, bem como o poder de convencimento ganha um reforço especial. Isso pode ser muito útil na hora de conversar com seu chefe sobre a tão sonhada promoção, não é mesmo?

Dentro da linguagem corporal, existem dois tipos de postura: a aberta e a fechada. Na primeira, não há barreiras entre um interlocutor e outro — o que é o mais indicado para a maior parte de nossas atividades cotidianas que exigem contato.

Por outro lado, na postura fechada, há a intenção de proteger e isolar o corpo. Cruzar os braços e as pernas demonstra essa intenção e indicam a resistência, o medo ou a falta de conforto em relação ao tema tratado.

Como ouvir o meu próprio corpo?

Como ouvir o meu próprio

Ao ouvir e conhecer o corpo, um importante passo é dado para a melhor compreensão sobre quem você é. Como já falamos, muitos dos gestos que fazemos acontecem de forma inconsciente, sem que nos demos conta da razão que os motiva.

Nesse momento, propomos que você entre em contato consigo mesmo. Fazemos um convite para que observe os sinais transmitidos nas diversas situações do dia a dia. Isso, certamente, revelará informações sobre a sua própria maneira de ver o mundo, apontando habilidades a serem ressaltadas e pontos a serem corrigidos.

Atitudes ruins, como a arrogância e o preconceito, são exteriorizadas involuntariamente. Quando tomamos consciência disso, podemos rever valores e viver de uma forma harmoniosa.

Esteja atento a essas reações involuntárias e procure se compreender e buscar a positividade. Modifique o corpo doente e negativo com ações que ocoloquem em paz.

Na sequência, mostraremos alguns sinais que, com certeza, você vê diariamente nos diálogos — em si mesmo e nas pessoas que o cercam. O que não é percebido são os sentimentos que cada ação carrega. Faça o exercício de, quando adotar as posturas indicadas, analisar como estão as suas emoções. Desse modo, será fácil se conhecer melhor.

corpoCorpo

  • frente a frente — ficar frente a frente com o seu interlocutor pode transmitir a ideia de competição, disputa;
  • lado a lado — é a melhor forma de cooperar e demonstrar cuidado;
  • ângulo reto — comum em conversas amistosas e também quando há interesse no assunto abordado.

Cabeça

  • inclinação para baixo — postura negativa e desaprovação;
  • inclinação lateral — indica interesse;
  • erguida — atitude neutra ou examinadora;
  • movimentos horizontais — ideia de negação, desacordo;
  • movimentos verticais — passa a impressão de consentimento.

braçosBraços

  • cruzados no modo clássico (standard) — posição defensiva que também pode ser interpretada com insegurança;
  • cruzados segurando os próprios braços — ideia de restrição;
  • cruzados com os punhos fechados — posição de defesa e também de hostilidade.

pernasPernas

  • cruzadas quando está em pé — indica tensão e desconforto;
  • cruzadas com um pé apoiado no joelho (formando um “4”) — passa a ideia de conflito e disputa;
  • cruzadas no modo clássico (standard) — posição defensiva;
  • calcanhares cruzados — dissimulação de atitude negativa.

Considerações gerais

Quando você se inclina muito na direção da pessoa com quem você está interagindo, ela perde um pouco do espaço. Evite fazer esses movimentos com aqueles com quem você não tem uma relação de intimidade construída.

A insistência dos braços cruzados passa a mensagem clara do desejo de afastamento, seja por falta de confiança, seja por desconforto com o ambiente ou com a situação. Ao perceber o gesto, uma escolha importante pode ser feita: enfrentar a situação e vencer o medo ou se afastar dali.

A postura retraída é a forma de o seu corpo expressar tédio. Quando isso acontecer, procure incluir uma atividade mais estimulante na agenda. Que tal pegar um cinema no meio da semana? A leitura do seu gênero literário favorito também pode surtir bons resultados.

Manter o corpo rígido, colocar as mãos na cintura ou se aproximar demais do ouvinte, comumente, indica agressividade. Portanto, quando adotar esses comportamentos, procure esfriar a cabeça antes de continuar a conversa. Se as situações de conflito, de medo e de insegurança forem frequentes no momento em que está vivendo, indicamos os banhos terapêuticos para elevação do espírito e do estado emocional.

A autoconfiança é representada com as pernas ligeiramente abertas e os braços relaxados. Entenda sobre quais assuntos você se sente mais confortável e exalte as suas habilidades. Da mesma forma, a postura erguida significa segurança e zelo — reflita também sobre o que motiva essa atitude.

Enquanto os polegares na cintura ou nos bolsos traduzem a tentativa de passar virilidade junto ao discurso, levantar um dedo reflete um comportamento desafiador, de discordância.

Quais os principais sinais que meu corpo pode dar?

Quais os principais sinais

Especialistas afirmam que morder e mastigar os lábios indicam medo e ansiedade.

Nas próximas linhas, separamos alguns dos sinais que o seu corpo pode dar nas situações mais diversas do dia a dia. Lembre-se que ele é o espelho da alma e não costuma esconder o seu estado interior, mesmo que as palavras tentem mostrar o contrário.


sinal 1Morder os lábios

Especialistas afirmam que morder e mastigar os lábios indicam medo e ansiedade. Quase sempre o gesto é manifestado quando a pessoa está insegura, desconfortável ou preocupada com determinada situação.


sinal 2Cruzar braços e pernas

Ao cruzar braços e pernas, a pessoa comunica que está emocional, física e mentalmente bloqueada em relação ao que ela está presenciando. É uma forma de o corpo impor uma barreira e se fechar frente àquilo que o outro está falando. Por não ser intencional, essa atitude é bastante reveladora.


sinal 3Sorrir e isso causar rugas ao redor dos olhos

Um sorriso verdadeiro é aquele que envolve não somente a boca, mas também as maçãs do rosto, as orelhas e cria rugas ao redor dos olhos. Portanto, quando ele só incluir os lábios, isso pode indicar um ato não genuíno para esconder o que, realmente, a pessoa está sentindo.

Quer descobrir a sinceridade de um sorriso? Então, procure as ruguinhas na região dos olhos.


sinal 4Imitar a linguagem corporal

Copiar, inconscientemente, os movimentos do companheiro de diálogo é um bom sinal. Significa que um vínculo foi criado e há receptividade em relação à mensagem passada.


sinal 5Postura ereta

Postura ereta, gestos feitos com a palma da mão para baixo associados a movimentos abertos e expansivos demonstram autoridade. A explicação é que o cérebro cria uma relação entre o poder e o espaço que as pessoas ocupam.


sinal 6Arquear as sobrancelhas

Levantar as sobrancelhas pode significar três coisas: surpresa, preocupação ou medo. Quando o gesto aparece em situações que não remetem a esses sentimentos, certamente, há algo mais ocupando os pensamentos de quem o faz.


sinal 7Estalar os dedos

Esse gesto está associado aos sentimentos de agressividade, impaciência, ansiedade e frustração.

 


sinal 8Cerrar o maxilar

O maxilar cerrado, bem como uma das sobrancelhas arqueadas, aparece em situações de estresse intenso. Esse indicativo de grande desconforto pode estar relacionado tanto ao assunto tratado quanto a outras questões que direcionariam a revisita dos pensamentos.


sinal 9Mexer nos cabelos

Timidez, insegurança e hesitação costumam motivar as pessoas a mexerem no cabelo excessivamente.


sinal 10Dilatar as pupilas

Além de corresponder às mudanças de iluminação, as pupilas podem aumentar e diminuir enquanto conversamos com alguém. Estudiosos dizem que a dilação indica excitação e interesse. Por outro lado, a contração costuma acontecer em situações desagradáveis.

Você sabia que algumas empresas ampliam as pupilas de seus modelos para tornar as marcas mais atraentes e amigáveis?


sinal 11Balançar a cabeça em excesso

Quando balançamos muito a cabeça fazendo sinal de concordância estamos ansiosos para ter aprovação. Nesses momentos, existe a preocupação sobre o que o nosso interlocutor pensa de nós ou a incerteza de que ele confie em nossas capacidades.


sinal 12Olhar para a direita e para cima

Olhar para a direita e para cima é o clássico sinal de tédio. Apesar de ser muito clichê nas representações de novelas e filmes, as situações reais não fogem à regra. O mesmo acontece com quando apoiamos a cabeça nas mãos.

Tradicionalmente, as pessoas olham para a direita para tentar se lembrar de sons e para a esquerda para recordar de algo visual. O lado direito do cérebro também armazena os pensamentos criativos e a inventividade — é também um bom refúgio que os mentirosos encontram para elaborar suas falas.


sinal 13Piscar muito os olhos

Em média, piscamos os olhos na frequência de seis a dez vezes por minuto. Esse número pode aumentar quando desenvolvemos emoções e sentimentos positivos em relação a alguém.


sinal 14Coçar o nariz

Esse é um dos sinais mais populares da mentira. Enquanto discursam inverdades, é comum que as pessoas cocem o nariz por repetidas vezes.


sinal 15Mexer as mãos ou os pés

Agitação, estresse, nervosismo e ansiedade impulsionam os movimentos com as mãos e com os pés.

 


sinal 16Coçar a cabeça

Coçar a cabeça por repetidas vezes acontece, geralmente, quando estamos com dúvida, inquietos ou confusos.


sinal 17Andar ereto


Pessoas seguras e convictas andam com passos firmes e equilibrados.

 

Como a linguagem corporal me auxilia no dia a dia de trabalho?

Como a linguagem corporal

Um estudo concluiu que consumir chá e café pode lhe favorecer profissionalmente.

A linguagem corporal assume o protagonismo quando o assunto é comunicação humana. Portanto, se você deseja alavancar a carreira, é preciso prestar atenção em algumas atitudes que podem abrir as portas para uma trajetória de sucesso. Isso vale tanto para a busca de uma promoção quanto para entrevistas de emprego.

Confira, a seguir, as nossas dicas de ouro para que você cuide do corpo para alcançar o desenvolvimento profissional.


  • Abuse das bebidas quentes

Um estudo realizado por Lawrence Williams, da Universidade do Colorado, e John A. Bargh, de Yale concluiu que consumir chá e café pode lhe favorecer profissionalmente. Entre as pessoas pesquisadas, funcionários consumindo bebidas quentes e geladas, os que tinham um copo fumegante demonstraram mais confiança.

A explicação é que quando seguramos algo que representa “perigo”, ou seja, pode nos queimar ou machucar, tendemos a ser mais cuidadosos e generosos. Isso não passa despercebido pelos companheiros de empresa.


  • Faça movimentos sincronizados com a sua equipe

Uma equipe que faz os mesmos movimentos com os pés, mãos e cabeça tende a encontrar melhores soluções para os problemas vivenciados. Ao manter a uniformidade da linguagem corporal, a equipe consegue se conectar e pensar em propostas inovadoras.


  • Relaxe os músculos do rosto

Quando verificar os seus e-mails, independentemente do conteúdo, procure preservar os músculos faciais relaxados. Nossas expressões, incluindo o simples ato de franzir a testa, costumam revelar as informações que recebemos, podendo criar situações embaraçosas.


  • Sente-se de forma correta

Manter uma boa postura facilita o processo de ascensão profissional. O seu modo de sentar reflete o cuidado que você deposita no que está fazendo e pode lhe render mais elogios sobre as tarefas desempenhadas.


  • Adquira uma bolinha de borracha

Pressionar uma bolinha de borracha é muito útil para manter o foco em situações de pressão. Fazer isso com a mão esquerda traz resultados ainda melhores, uma vez que ativa a parte do cérebro responsável pela concentração.


  • Mantenha o tom de voz baixo

Falar em tom baixo provoca uma sensação mais agradável no ambiente corporativo, além de passar mais autoridade. Quando a liderança é natural, não é preciso de gritos para reforçá-la. Além disso, segundo uma descoberta da Universidade de Duke, divulgada na revista Galileu, a diminuição de 22 Hertz de nosso tom de voz pode influenciar no aumento salarial.


  • Cumprimente sempre

Apertos de mão e tapinhas nas costas passam a sensação de cumplicidade, cooperação e animação, bem como aumenta a confiança entre as pessoas. Preze por um ambiente mais harmonioso e nunca se esqueça de cumprimentar as pessoas que farão uma negociação com você.

Como interpretar a linguagem corporal das pessoas do meu convívio?

Como interpretar a linguagem

A apatia completa pode ser percebida quando o interlocutor não faz nenhum ou pouquíssimos movimentos durante a conversa.

É possível que você consiga, por meio de um olhar atento, interpretar a linguagem corporal de seu interlocutor sem que ele perceba que está sendo analisado. Isso porque os sinais são inconscientes e podem confirmar ou contradizer as palavras.

Ao lançar mão desse recurso, será mais fácil identificar quando há sinceridade, empolgação, verdade, interesse e uma série de outros sentimentos — afinal, quando o corpo fala, ele não mente.

Em primeiro lugar, preste atenção em três pontos principais: fala e comportamento; nível de agitação; ênfase e timing, e entenda cada um detalhadamente.


1Fala e comportamento

Para saber se a pessoa está emocionalmente conectada a você, preste atenção no vocabulário utilizado, no tom de voz e na postura adotada por ela. Identifique semelhanças com a sua própria conduta no diálogo. Se encontrar, significa que a conexão foi estabelecida.


2Nível de agitação

A apatia completa pode ser percebida quando o interlocutor não faz nenhum ou pouquíssimos movimentos durante a conversa. Isso indica falta de interesse no assunto tratado. Contudo, quando o nível de agitação é mais alto e movimentos acompanham o discurso, isso é sinal de animação.

Para exemplificar, trazemos uma curiosidade: você sabia que mexer os pés em um encontro romântico pode representar interesse? Fique de olho nos sinais porque o corpo não mente!


3Ênfase e timing

Caso a conversa siga um caminho lógico, com frases e ideias pontuadas no momento certo e com ênfase em determinados tópicos, provavelmente, a pessoa tem domínio do assunto tratado e não vai abrir espaço para receber muitas influências.

Por outro lado, quando há ausência de ênfase na fala e os temas aparecem de forma desconexa, sem linearidade, a causa é a falta de segurança na abordagem. Nesse caso, a manipulação e o uso de argumentos que apontem para outros caminhos encontram terreno fértil.


asteriscoAlém desses pontos, pense em outras variáveis que melhorarão ainda mais a sua capacidade de percepção:

  • Pense se as demais pessoas agiriam de forma semelhante ao seu interlocutor ao vivenciar situações parecidas;
  • Detalhes isolados não representam mensagens significativas. Desse modo olhe o que as ações dizem no todo (respiração, suor, tom de voz etc.);
  • comparação. Pondere se o comportamento adotado pela pessoa no discurso destoa da forma de como ela age normalmente;
  • isolamento afetivo. Não tire conclusões baseadas no grau de afinidade que tem com o interlocutor. Deixe os preconceitos de lado e foque, exclusivamente, na combinação entre gestos e fala.

Lembre-se de sempre observar o ambiente. Lugares frios e cadeiras sem encosto, por exemplo, pode levar, naturalmente, a pessoa a cruzar os braços. Com isso, o gesto deve ser desconsiderado. Cuidado também para que gestos e críticas não afetem a maneira com que você observa.

Cabe ressaltar que se no dia a dia alguém é muito agitado, esse fator não acrescenta na interpretação. As mudanças de comportamento é que são valiosas.

Algumas conclusões a que os cientistas chegaram

Pernas cruzadas não é uma boa pedida em reuniões de negócios. Encontros profissionais são mais proveitosos e harmônicos quando os presentes mantêm a postura mais receptiva, sem cruzar as pernas.

Quando alguém, durante a fala, encosta na sua mão e no seu rosto, cruza os braços e fica inclinado, fugindo da postura ereta, provavelmente a pessoa está mentindo. Isoladamente, os gestos não representam isso, mas quando aparecem em conjunto, o sinal de alerta deve ser ligado.

Indivíduos confiáveis são mais expressivos emocionalmente, sem distinções. Portanto, mantenha por perto quem trata todas as pessoas da mesma forma, sem enaltecer algum grupo específico.

Palmas da mão para baixo indicam poder. No entanto, quando elas aparecem viradas para cima, o significado é de submissão.

Quais os erros que não devo cometer na linguagem corporal?

Quais os erros que

Expressões fechadas podem fazer com que o interlocutor não crie empatia com você.

Veja, na sequência, algumas atitudes que podem causar impressões ruins em conversas e que, por isso, devem ser evitadas.


1. Esconder, apertar ou mexer demais as mãos

Essas atitudes refletem o nervosismo e passam a impressão de que você não acredita no que está falando. E é, justamente, a falta de confiança que impede as pessoas de confiarem em você.

A postura correta para ser bem-sucedido é manter as mãos na frente do corpo, utilizando-as como apoio, por meio de movimentos calculados, para reforçar o seu ponto de vista.


2. Cruzar os braços

Os braços cruzados impõem uma postura defensiva que lhe afasta daqueles com quem você conversa. Além disso, a atitude transparece a falta de entusiasmo ou a descrença com o discurso.

Mantenha os braços abertos a certa distância do corpo. Dessa forma, será passada uma mensagem de confiança e paz.


3. Esquecer o contato visual

Não olhar o seu interlocutor nos olhos e verificar frequentemente o relógio, o celular ou os seus pés transmitirá que você não leva a sério ou não acredita no que diz. Portanto, faça contato visual nos momentos de expor suas ideias.


4. Deixar o pescoço caído

Inclinar os ombros e as costas deixando o pescoço solto colocará em cheque a sua credibilidade e seriedade. Lembre-se de que a cabeça deve estar sempre erguida, independentemente se você está sentado ou de pé.


5. Dispensar o sorriso

O rosto é o aspecto mais importante na hora de causar uma boa impressão. Ao iniciar uma fala sorrindo, o seu público receberá o conteúdo com melhor disposição. Em contrapartida, expressões fechadas podem fazer com que o interlocutor não crie empatia com você.


6. Colocar a mão no bolso

Esse gesto é o clássico sinal de desinteresse. Que tal erguer as mãos e utilizá-las para enfatizar palavras-chave? Assim, os resultados serão positivos. Tente!


Gostou de nossa abordagem completa sobre a linguagem corporal? Esperamos que você tenha compreendido como os movimentos podem refletir o seu estado interior. É importante ouvir o próprio corpo para se conhecer e alcançar uma vida mais feliz e próspera.

Para ter acesso a muito mais conteúdo sobre entretenimento, relacionamento, desenvolvimento pessoal e motivação, curta a nossa página no Facebook. Esperamos você por lá!


Direitos autorais das imagens licenciadas para o site O Segredo: Rock Content – deagreez / 123RF Imagens – jackf / 123RF Imagens – mimagephotography / 123RF Imagens – leremy / 123RF Imagens – arkalyk2030 / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.