5min. de leitura

“O seu tempo é limitado, então não o desperdice vivendo a vida de outra pessoa”

Como dizia Steve Jobs: “O seu tempo é limitado, então não o desperdice vivendo a vida de outra pessoa.”

Uma frase prismática como essa nos remonta a várias interpretações. Não obstante a riqueza do tema, gostaria de me ater na apreciação mais simples que podemos fazer sobre o assunto: a fofoca!


Mexerico, fuxico, futrica, bisbilhotice, não importa o nome que você dê a este ácido, ele corrói, mata, maltrata e machuca toda pessoa que tem contato com ele.

O efeito é devastador! Pode destruir famílias, relacionamentos, amizades, gerar desemprego, desarmonia e desamor. Não importa quem esteja envolvido, ele, o ácido, escorre por entre as pessoas e quando você menos espera, o que era um pequeno vento, vira um furacão que, algumas vezes, não conseguimos conter.

Mas por que despediçamos o nosso precioso tempo com coisas desse tipo? Por que não valorizamos esse presente de Deus e o utilizamos com coisas prazerosas, tais como o amor, por exemplo. Jesus Cristo nos deixou um último pedido: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei” (Jo 15:12), porém parece que sempre pegamos o caminho mais difícil e optamos por transformar tudo em dor. Sentimos dor… causamos dor!


A falta de amor que provém de uma fofoca prejudica não somente a vítima direta, como também a quem a está emanando. Sem contar no completo desperdício de energia e tempo e da implacável lei do retorno.

O primeiro dos elementos que desperdiçamos, a energia, podemos, de certa forma, recuperar com uma boa meditação, um bom descanso, uma boa leitura etc.

O segundo elemento, no entanto, nunca mais teremos de volta! Nunca mais teremos o minuto, a hora, o dia, o mês que se passou. Mesmo que amanhã acorde e tente recuperar o tempo perdido, ele é irrecuperável!


Você pode criar um novo tempo a cada instante, mas não pode recriar o tempo que passou. Você tem todo o tempo à sua disposição, porém não tem o poder de doá-lo e ter o mesmo tempo de volta. Uma vez cedido, nunca mais voltará.

O tempo, sim, é o “Senhor” de todos os instantes, pois o temos, mas não o possuímos…não somos donos de nenhum minuto sequer e ninguém garantirá que estará vivo nos próximos segundos, seja essa pessoa rica ou seja pobre. Recebemos o tempo de presente a cada dia que acordamos, porém nunca sabemos até quando durarão as nossas horas.

O terceiro elemento é a mais rigorosa das leis: a lei do retorno. O Universo é infalível quando se trata do retorno. Tudo que você emana volta.

Vivemos em um constante emaranhamento quântico e não somente o que desejamos de positivo receberemos do universo, como também o que fazemos de negativo voltará. É como se tivéssemos um espelho sempre a nossa frente.

O seu amor refletirá de volta para você, porém a sua maldade e a sua fofoca também! Caso contrário, estaríamos colocando em xeque a capacidade de fazer justiça do nosso Criador.

Dessa forma, não desperdice seu tempo, tão precioso, espalhando o mal, julgando, criticando, difamando, caluniando etc. Isso só fará mal a você e o tornará devedor do estrago que fez na vida de alguém.

Ao invés disso, experimente sentir e propagar o amor, perdoar, ser gentil, ser honesto, franco, tolerante. Mesmo com quem não merece! Pois, como dizia Madre Teresa de Calcutá:

Isso é “entre você e Deus, nunca foi entre você e as outras pessoas”.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.