O sofrimento apenas mostra que erramos o caminho…

Um belo dia, após algumas meditações a respeito de algumas questões sobre a vida, ocorreu-me um insight: se toda vez que eu estiver em sofrimento, eu puder aprender qual é o sentido daquilo e qual o aprendizado preciso ter, o sofrimento espontaneamente vai embora e eu posso dar um salto importante em minha vida.

Pode parecer até simples, mas esse pensamento me ocorreu com grande importância.

O sofrimento nada mais é do que um indicativo de que erramos o caminho. De que desviamos de nossos propósitos. De que estamos longe de nossa essência.

De que de alguma forma, não estamos vivendo de acordo com o que realmente somos.

Talvez seja, de fato, tão simples quanto parece. Porque vejo que perdemos muito tempo tentando investigar nossas principais dificuldades, afundamos em questionamos do porquê tanto sofrimento está nos acometendo, culpando Deus, nossos pais, ou a vida, distraindo-nos de uma possível verdade que esteve a todo tempo embaixo de nossos narizes.

Podemos entender o sofrimento como um professor, ensinando-nos a respeito do nosso propósito nesta vida. Ao meu ver, não importa tanto como vamos manifestar este propósito, desde que ele seja cumprido: o de ser feliz. É a missão de cada ser humano. Se estamos conseguindo viver isso, o professor não tem lições a ensinar.

Se não estamos, no entanto, ele vem nos visitar. Bate à nossa porta, dizendo: Não é por aí. Algo precisa ser modificado.

No fim das contas, o sofrimento pode ser nossa maior bênção!

Porque, sem ele, continuaríamos vivendo uma vida inteira sem nenhum sentido, sem a chance de experienciar a sensação de viver em conexão com algo maior do que nós mesmos.

Então, quando o professor sofrimento vem nos visitar, ao invés de brigarmos com ele e o mandarmos embora, podemos encará-lo de frente e ouvirmos o que ele veio ensinar. Com humildade e flexibilidade. Porque afinal, muitas vezes planejamos uma vida em nossas mentes, com os nossos egos, que não é de fato o que nossa alma deseja. Então, nesse momento, é essencial estar aberto para ouvir que nosso caminho é completamente diferente daquele que, em algum momento, programamos para nós mesmos.

Você está pronto para isso? Está pronto para conversar com seu sofrimento? Está disposto a modificar o que precisa? Está disposto a abrir mão de seus próprios apegos e ilusões?

Se sim, você está pronto para aprender com o professor sofrimento. Acredite: ele tem muito a ensinar! Ele pode lhe mostrar que está na hora de resgatar seus sonhos. Que aprimorando ainda mais seus potenciais, dons e habilidades inatos, você pode voltar a se sentir preenchido. Que se responsabilizando mais pela própria vida, vai se sentir mais empoderado e pleno. Que vivendo mais suas próprias verdades e não a que um dia lhe impuseram, você pode se reconectar com sua essência.

Escute e aprenda. Qual é o aprendizado?

____________

Direitos autorais da imagem de capa: witthaya / 123RF Imagens



Deixe seu comentário