4min. de leitura

O tempo abranda a dor, ameniza sentimentos para que possamos seguir em frente. O tempo é nosso melhor amigo

O tempo se encarregará de tudo. Devagarinho, aos poucos, percebemos que voltamos a sorrir.


O tempo é nosso melhor amigo, ele transforma a desgraça de hoje em lembrança triste amanhã, uma perda irreparável em saudade eterna. A tragédia pela qual pranteamos ficará na memória como superação, um trauma agudo que gerou muito sofrimento será lembrado como momento de crescimento, a perda de entes queridos se transformará em doce lembrança dos lindos momentos compartilhados. Enfim, tudo de ruim que vivemos não é em vão, não é apenas porque alguém lá em cima sente prazer em ver nossa dor. Os obstáculos, a dor e o sofrimento fazem parte da vida, são aprendizados, fazem parte de nosso amadurecimento.

Como isso acontece?

O tempo abranda a dor e ameniza sentimentos ruins para que possamos superá-los e seguir adiante. Afinal, sabemos que é necessário não parar, apesar dos pesares. Depois de toda tempestade, há um lindo nascer do Sol. Após o momento extremo de dor, do choro convulsivo, do pranto e do desespero, não importa o motivo, sabemos que um novo dia nos espera ao amanhecer. Sabemos que o sono reparador de todos os males, juntamente com o apoio e carinho dos amigos, ajudarão a superar todo e qualquer infortúnio. Sabemos que devemos buscar a nossa força interior, renovar nossa fé na vida e ter esperança em dias melhores.

E o tempo se encarregará do resto. Devagarinho, aos poucos, percebemos que voltamos a sorrir. O luto vai passando e seguimos em frente, mais fortes e mais maduros.


O tempo é nosso melhor amigo. Os momentos felizes de agora se transformarão em boas recordações, o amor da adolescência será eternamente uma doce e linda lembrança, o primeiro beijo, então, faz-nos sorrir e suspirar sempre que lembrado. À melhor amiga de infância – podem-se passar décadas – ainda temos a sensação – muitas vezes improvável – de que lhe podemos telefonar e continuar o papo, como se o tempo não houvesse passado. O casamento e as maravilhosas viagens ficam eternizadas em fotos espalhadas pela casa, os primeiros passos dos filhos foram gravados num DVD para evitar que, em caso de nossa memória nos trair, podermos nos lembrar exatamente como foram. Filmes antigos nos evocam os bons tempos de quando a eles assistimos. Músicas velhas nos trazem emoções perdidas no tempo…

Como isso acontece?

Apesar de os anos se passarem, o tempo intensifica a emoção e realça os sentimentos bons para que tenhamos um vasto estoque de memórias boas. E é para lá que nós vamos quando queremos nos sentir bem.

Quem não gosta de se recordar de um aniversário excepcionalmente feliz perdido na infância, ladeado por avós, pais e amigos queridos, ao lado de uma mesa repleta de doces e com os mais lindos presentes ainda por abrir? Que delícia é relembrar viagens feitas num passado remoto com entes queridos que não estão mais aqui! Momentos de intensa felicidade compartilhados podem ser revividos e são motivo de alegria em qualquer época.


Como o tempo é sábio! Abranda a dor e ameniza os sentimentos ruins ao mesmo tempo em que intensifica a emoção positiva e realça os sentimentos bons.

Enfim, o tempo é nosso melhor amigo!

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.