publicidade

O tempo é uma questão de tempo. Redundante, mas acredite!

Com fim do ano se aproximando é impossível não ouvir falar das famosas listas de final de ano, e se quer um conselho, esqueça-as. Vou te contar um segredo: Você pode não entender o que eu vou falar agora, mas tem por obrigação acreditar: Entre o ontem e o amanhã, muita água pode rolar. Você nunca vai entender essa frase até o momento que você sentir sua vida escapando pelos seus dedos, e nada puder fazer.



Conhece a palavra planos? Esse era meu sobrenome, aos seis sabia cada detalhe da minha vida aos trinta, premonição? Não, planos. Foi então que em um dia de domingo animada para a segunda que chegaria, eu era assim, vivia no amanhã, meus planos foram interrompidos o incerto chegou mais cedo, qualquer filme de terror ficaria no chinelo.

No corredor frio daquela emergência eu via cada plano desabar na minha cabeça, o que tinha planejado para o amanhã não chegaria, o que tinha planejado para daqui a alguns anos não chegaria, e me arrependi profundamente de tudo que eu tinha deixado para o amanhã: desde as mais idiotas como: a coxinha que não comi, até o eu te amo não dito, o abraçado não dado, o beijo por orgulho recusado, o perdão não ofertado, o orgulho que deixei exercer o seu mandato. Enfim eu não tinha o amanhã o isso não tinha sido planejado.

E então por uma das raríssimas vezes eu não tinha o poder da situação: não conseguia parar de sangrar, não conseguia fazer minha pressão subir, nem me manter quente apesar de alguns cobertores sobre mim, eu continuava virando uma pedra de gelo, não conseguia passar confiança para minha mãe, não conseguia sorrir, e apesar das orações que se embolavam,era inicio pai nosso e final de ave Maria, eu apenas me conformei que ali seria meu fim.


Deu meia noite o amanhã chegou, e aquela segunda cheia de planos se resumiu a apenas um: não durma Luciana, não durma e algumas bolsas de sangue que corriam sem parar, e ontem eu me encontrava tão bem. Viu como entre o ontem e o amanhã muita coisa pode acontecer.

Meu amigo! Tire esse nó do peito, ame, perdoe, beije, fale o que sente, aproveite tudo que a vida te dar, de um carinho a uma pancada, porque a gente aprende com tudo nessa vida, é outra verdade. A gente cai, se machuca, chora, ama as pessoas erradas, mas tem sempre uma com a mão estendida se você olhar bem ao seu lado, e elas te dão força para lutar.

Eu estava paticamente morta, mas com a minha mãe e voltei à vida. Eu voltava aos poucos sorrir, mesmo que para vê-la sorrir, passei a acreditar no melhor, e que aquele dia não seria o fim, seria apenas guardado na caixinha de dias ruins, ela então me dava a vida pela segunda vez.


Sabe! Não quero nada pra mim em 2017, mas desejo que viva uma vida não planejada, um dia de cada vez, que de tudo tire apenas o que de bom puder, que saiba escolher sempre as pessoas com a qual contar. Que nunca te falte tequila nessa vida, um amigo e dinheiro para pagar um uber, por que em um dia ruim essas três coisas podem ser a solução.

Mas eu quero uma coisa sim, para mim, para você, para todo mundo: Para 2017 quero a vida e isso já é tudo, pode acreditar.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.