5min. de leitura

O tempo sozinho te ajuda a ser uma pessoa melhor dessas 6 maneiras:

Comprometer-se a uma dieta de solidão saudável, que equilibra a conexão com o tempo sozinho, pode parecer uma indulgência.

E ainda, sem alguma dose de solidão em nossos dias, não conseguimos desenvolver uma rica vida interior.


Pesquisas, porém, podem nos ajudar a entender o que realmente está em jogo, quando passamos nossas vidas em um estado de constante exclusão social.

Acontece que conexões sociais não são a solução para esse bicho-papão da solidão dentro de todos nós, porque a alternativa à solidão não é companhia – é a solidão.

Então, aqui estão os fatos que comprovam que a solidão pode te ajudar a ser uma pessoa melhor:

1.“Eurekas” vêm da solidão

A mente “vazia” do sonhador é na verdade uma capa. Quando sonhamos, o cérebro ativa um conjunto intenso de funções que funcionam sem a nossa consciência imediata. O DMN é mestre em fazer estranhas novas conexões e indiscriminadamente considerar opções que a mente consciente deixaria de lado. É este nível de atividade cerebral que muitas vezes leva a uma surpresa “eureka” no chuveiro. E quando estudamos os hábitos diários de pensadores como Einstein e Newton, descobrimos que eles sempre deram espaço para passeios solitários e tempo sozinhos. A solidão é, de fato, uma parte fundamental do processo de pensamento – na solidão consideramos o que aprendemos com os outros em nossos próprios termos. Quando emparelhamos a aprendizagem colaborativa com um pouco de sonho acordado, maximizamos o potencial de nossas mentes.



2.Aqueles que amam a solidão nunca estão sozinhos

O pediatra e psicanalista inglês Donald Winnicott descobriu que nossa capacidade de aproveitar o tempo sozinho é dependente de uma convicção profunda de que estamos sempre atentos. Depois de estudar o desenvolvimento de bebês por anos, ele relatou que um senso saudável de si mesmo é alcançado quando a criança experimenta um estado de “continuar sendo” sem a atenção de um pai. Paradoxalmente, este estado de distanciamento calmo só se torna possível quando a criança sabe que o pai poderia se tornar disponível. “Papai está apenas fazendo o jantar.” Mais tarde na vida, aqueles contentes em estar sozinhos conseguem fazê-lo porque têm fé que há sempre alguém que se importa.


3.Aprender a estar sozinho sobrecarrega sua criatividade

O grande psicólogo Mihály Csíkszentmihályi (criador do conceito de “fluxo” no trabalho), estudou adolescentes e descobriu que aqueles que não poderiam lidar com os ataques ocasionais da solidão eram muito menos propensos a desenvolver habilidades criativas. É em sua solidão que as crianças desenvolvem hábitos como escrever em diário, que estabelece as bases para vidas de produção criativa.



4.Solidão te torna honesto

Considere este estudo do psicólogo Solomon Asch: Um estudo feito com alunos da Universidade de Harvard descobriu que eles ofereceram respostas falsas a perguntas extremamente simples perguntas apenas para pôr-se de acordo com um conjunto de atores que estavam fingindo concordar com a resposta errada. Um total de três quartos dos participantes mudaram suas respostas para se conformar com a multidão.


5.A natureza pode curar

Uma equipe de cientistas rastreou 11 mil adultos entre 2004 e 2010 para descobrir se mensagens de texto e e-mails poderiam evitar a depressão. Resposta: não. Porém, há uma evidência crescente de que uma caminhada simples na natureza pode fazer maravilhas. Deixar a multidão urbana e passar algum tempo sozinho em uma trilha reduz os níveis de incubação, impulsiona o sistema imunológico e nos isola do estresse.


6.A desconexão nos poupa do comportamento viciante

A psicóloga Elizabeth Waterman, especialista em vícios online, observa que “estamos programados a compartilhar para nossa própria sobrevivência”, e as mídias sociais capitalizam especialmente esse instinto primitivo, dando-nos uma sacudida de dopamina sempre que o telefone vibra. Waterman diz que são os aplicativos de mídias sociais que deixam as pessoas mais vulneráveis ​​ao vício (Instagram, Pinterest). Em contraste, notícias ou sites de esportes representam riscos muito menores.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Mind Body Green





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.