4min. de leitura

O Universo conspira a favor de quem pensa e age!

A inutilidade do inatingível –  E, desde que a gente pense e aja, o tal do Universo conspirará a nosso favor.

Os filósofos pessimistas ensinam que a mãe das frustrações é a expectativa e que, para não se frustrar, o remédio é nada desejar. Que não sejamos tão radicais, já que uma vida sem desejos é uma existência pobre e nula, mas… uma coisa a gente tem que levar em consideração…


Algo que as pessoas entendem errado ao lerem livros de autoajuda é que o pensamento, por ele mesmo, faz com que as coisas aconteçam. Na verdade, é claro que um pensamento positivo melhora o modo como encaramos a situação, mas, para melhorar a situação em si, é preciso ação. Ou a gente vai ficar “pensando” o resto da vida, sem conseguir nada.

Nem todos que tentaram conseguiram, mas 100% dos que não tentaram nada conseguiram, o fracasso foi total. É clichê? É. Mas é verdade.

Então, comecemos por não perseguir a lua como se ela fosse um grande queijo. O pote no final do arco-íris sempre vai estar um passo adiante, porque o fim do arco-da-velha é uma ilusão de ótica e estará sempre além do alcance. Ponhamos na cabeça: o impossível existe sim! E é inútil.


Afinal de contas, de que vale um videogame que ninguém possa virar? Ou uma montanha que ninguém consiga escalar? O inacessível não instiga, na verdade ele desanima. O “quase impossível” sim, esse nos dá redobrado desejo de conseguir uma vitória, uma conquista. Mas entrar de antemão em algo que já se sabe que será perda de tempo e esforço, para quê?

Para usar duas figuras bem fáceis de entender: dar murros em ponta de faca e malhar em ferro frio não levam a lugar nenhum. E a estrada que não dá em nenhum lugar não merece ser palmilhada. Assim, estabeleçamos metas realistas. Podem ser difíceis, muito difíceis, mas que haja a possibilidade de sermos vitoriosos. Caso contrário, seremos eternamente aqueles que tentam e tentam… e a tentativa em si é nada.

Agora, quando conseguimos algo, quanto maior o grau de dificuldade, melhor o sabor da obtenção de nossos objetos de desejo, seja um carro, uma casa, um projeto realizado, uma viagem ou o amor de alguém. Isso compensa! Como diz a letra de uma música “titânica”, Eu só quero saber do que pode dar certo. Desejar o impossível é a chave da eterna frustração.


Pensemos nisso, e coloquemos em prática. E, desde que a gente pense e aja, o tal do Universo conspirará a nosso favor.

Celso Moraes Faria

____________

Direitos autorais da imagem de capa: rdonar / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.