publicidade

O vazio de uma vida ocupada demais…

Leia ouvindo: Trace – Low 



Um verdadeiro bombardeio de informação, é essa a definição para os dias. Me sinto invadida com tantos estímulos visuais e intelectuais. Consumo o que não tem a ver comigo, crio desejos por algo criado.

Boas vindas ao modo automático de viver!

Ocupamos o ócio com o banal. Entramos na contramão em alta velocidade e parece legal viver perigosamente. Ligamos o dane-se para o perigo, nós aprendemos a simplesmente ir. Não existe mais nada além de uma vida ocupada demais para ser boa. Somos a turma do vazio.


Tenho tudo aquilo que quero, mesmo sem poder. Sou tudo aquilo que digo e não a atitude que tenho. Sou completo, completamente vazio. Sou ativista de rede social e reclamão na vida real. É legal ser digital, mas chato viver.

Dá um trabalho aceitar o vazio de uma vida ocupada demais.

Dá trabalho aceitar que andamos ocupados demais com coisas sem importância, mas quando a gente se liga, desliga. Talvez por isso sejamos a geração com maior índice de depressão, o mal do século. Preferimos o vazio do que discutir pelo copo meio cheio. Tudo se torna uma desculpa, mas escuta. Escuta quem te cuida e não quem te culpa.


Desliga do elogio e olhe para a crítica construtiva. Evite fazer parte desse tempo que dizem ser líquido, construa relações sólidas com as pessoas. É foda demais esse lance do descartável. Não se ocupe com o que te preocupa. Não alimente a ansiedade que você tropeça vez ou outra. Aliás, não alimente ou crie os filhotes de monstros que moram aí dentro.

É bom voar, mas é melhor ficar. Pés grudados no chão e coração voltado ao que interessa. Não se engane com promessas ou pessoas. Confia no que é teu. O que é teu chegará até você no momento certo. No momento em que você não se preocupar, ou se ocupar.

Desocupa. Escuta. Desliga. Cuida. Preencha. Transborde. Colabore. O mundo precisa de inteiros e sólidos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.