ComportamentoEmoções

O veneno da raiva: descubra como ela afeta sua saúde e como mantê-la sob controle

o veneno da raiva

Todos nós lidamos com a raiva em algum momento de nossas vidas. É um sentimento natural como todos os outros e está, também, relacionada com a própria sobrevivência humana, mas precisa ser administrada com muito cuidado, ou prejudicará nossa saúde e qualidade de vida.



A raiva costuma ser desencadeada em momentos específicos, quando nos sentimos em perigo ou atacados, de alguma maneira.

Geralmente, acompanha sentimentos de frustração e insatisfação. Os gatilhos da raiva são diferentes para cada pessoa e normalmente estão mais ligados aos pensamentos e não às próprias situações. Dessa maneira, existem aqueles que são mais reféns desse sentimento do que outros.

De qualquer maneira, a raiva precisa ser administrada com sabedoria, porque em excesso faz com que nos sintamos mal, tanto mental quanto fisicamente. Abaixo trazemos alguns malefícios da raiva para a saúde. Leia com atenção!


Como a raiva afeta nossa saúde

Dor física

A raiva, muitas vezes, pode vir acompanhada de dores físicas, nos músculos, no coração, e também falta de ar, palpitações e rosto corado. Frequentemente ignoramos esses sintomas, mas eles indicam que nossos corpos também sofrem com esse sentimento.

Quando experimentamos a raiva com frequência, e não sabemos como nos libertar dela, a situação pode se tornar mais grave e podemos desenvolver consequências como dores de cabeça, enxaquecas, problemas digestivos e até mesmo úlceras.



Problemas cardíacos

De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Duke University Medical Center, em Durham, na Carolina do Norte (Estados Unidos), o risco de doença coronariana é 19% maior naqueles que não têm um controle saudável de sua raiva.

Portanto, para preservar a saúde de seu coração, elimine a presença excessiva desse sentimento em sua vida.



Problemas cognitivos

Quando estamos dominados pela raiva, o controle sobre nossos recursos cognitivos fica comprometido, o que significa que a qualidade dos nossos pensamentos diminui. Isso acontece porque quando estamos com raiva, usamos a parte mais primitiva do cérebro, inibindo o lobo frontal, encarregado de controlar os impulsos.



Como controlar a raiva

Aprender a controlar a raiva é fundamental para nossa qualidade de vida, e abaixo estão 3 passos simples que podem ajudá-lo em sua jornada pessoal a uma vida mais controlada.

  • Antes de qualquer coisa, você precisa saber que aprender a controlar suas emoções não é um monstro de 7 cabeças, é uma coisa muito possível. Existem técnicas disponíveis para ajudá-lo.

  • Aprenda a canalizar sua raiva para coisas boas, que você goste de fazer. Pode ser escrever, compor músicas, pintar, as oportunidades são infinitas.
  • Entenda o papel da raiva, mas não se esqueça que ela também prejudica a sua saúde. Assim, estabeleça um equilíbrio saudável do quanto ela está presente em sua vida.

Coloque sua felicidade em primeiro lugar e aprenda a ter um controle sobre os seus impulsos raivosos e sua vida vai melhorar grandemente!



Direitos autorais da imagem de capa: Gabriel Matula / Unsplash


Não julgue o passado com os olhos do presente

Artigo Anterior

Não dê audiência ao que esgota sua paciência!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.