EnergiasLei da AtraçãoVida

Observa a forma como tu vibras!

observa a forma como tu vibras

Observa a forma como tu vibras.

Não. Fica melhor assim: qual a origem, qual é a causa ou causas preponderantes que estabelecem a tua forma de sentir e de vibrar?

Tua vibração se origina vez ou outra daquilo que observas ao redor, ou tua vibração tem como origem exclusivamente aquilo que observas ao redor???

Se a resposta for “vez ou outra,” ótimo! Significa que tu estás em posição perfeita pra fazer com que tua realidade seja do jeito que bem entenderes.

Contudo, se o que sentes é motivado e impulsionado exclusivamente por aquilo que observas ao redor, isso explica porque as coisas se mostram pra ti sempre da mesma maneira. Até acontecem algumas pequenas mudanças às vezes, mas em linhas gerais tudo igual sempre.

A Lei da Atração é simplesmente estupenda neste aspecto: coloca diante de ti um infinito de possibilidades, porém verifica antes tua capacidade de vivenciar internamente a realidade que desejas experimentar.

Pra alguns isso parece um quebra-cabeças terrível!
Como é possível não ser influenciado pelo que existe em volta?
Como não vibrar de acordo com aquilo que se vê?

Isso até pode acontecer, Criadores! Essas influências existem, acontecem e são perfeitamente naturais com todo mundo. A m….. se estabelece fedida ao extremo quando nos deixamos levar e vibramos apenas pelo que existe ao redor nos mostra.

“-Ai, Tom… quanto mais eu rezo, mais assombração aparece!”

Óbvio que sim!
Impossível ser diferente uma vez que em tuas orações vibras no clima das assombrações!
Se duvidar, até te debulhas em lágrimas enquanto rezas!
Querias que os “céus” te presenteassem com algo diferente do sinal que estás emitindo???

És a Fonte e és a Origem de ti e daquilo que te cerca, Criador!

Isso explica porque algumas pessoas atraem pra si sempre o mesmo tipo de trabalho, mesmo tipo de relacionamentos, mesmo tipo de situações. De um pro outro, mudam apenas as moscas…

É fácil fazer as coisas mudarem. Nenhum tipo de realidade te é vedada e o que menos interessa é se nasceste num castelo austríaco ou numa favela brasileira; ou se trabalhas um minuto ou vinte e cinco horas por dia.

Nenhuma realidade te é vedada se fores capaz de torná-la viva dentro de ti; nenhuma realidade te é impossível de criar se fores capaz de emitir um sinal que seja compatível com ela.

Sabem, algumas pessoas, por não compreenderem a simplicidade desse mecanismo, cercam a coisa toda com uma nuvem de esoterismo. Tipo… pras coisas não estarem dando certo pra mim, deve haver fatores além-tumba envolvidos. Não é minha culpa.

Uma ova! Há a mesma dose de esoterismo e dificuldade quanto sintonizar o rádio ou a tv na estação que queremos assistir. Ou nosso sinal é compatível com aquilo que queremos ver, ou o que termos diante de nós serão imagens e sons indesejáveis.

Mecânico, simples, fácil, lógico, lindo, perfeito e mais natural impossível.

E tremendamente justo!

É teu, vem ao teu encontro aquilo que tens a capacidade de sentir.

Aquilo que não tens a capacidade de sentir por antecipação, não tens a menor razão pra modificar. “Tal sinal não vem de ti, assim sendo, tal realidade não te pertence!”

Justo, perfeito, magnífico, lindo ao extremo!

Creditos: stelalecocq.blogspot.com/2014/01/observa-forma-como-tu-vibras.html



Texto publicado no Facebook por Tom Sousa

Foque-se no que é bom!

Artigo Anterior

Você pode tudo!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.