ColunistasRelacionamentos

Onde quer que tenha amor, a solidão não existirá.

Onde quer que tenha amor a solidão não existirá. Um sentimento tão intenso não deixa espaço para o vazio.

A delação de um amor…



Senhor juiz, a falta de convicção de algumas “pessoas” ao amar contribui para o enfraquecimento de emoções que precisam ser sentidas.

Confesso que dei mais amor do que recebi, mas não é por isso que aceitei essa delação.

Ao dar meu amor não pretendia de forma alguma recebê-lo de volta. Dei com o único motivo que muitos de vocês aqui presentes devem saber, eu estava amando.


E quem ama passa a “viver” uma vida paralela onde tudo parece mágico e infinito.

Minha vida tornou-se um cenário paradisíaco, onde as ondas não rebatiam, mas acariciavam a areia, o céu durante o dia refletia meu sorriso naquele oceano que parecia estar ali só para confirmar que quem ama conhece de perto o que muitos chamam de felicidade.

A noite trazia um cenário especial talvez porque os enamorados preferem se amar sob as estrelas e apesar de estar sozinha não me sentia só. Não faltava nada para mim.

O amor que sentia por quem não pode retribuir era tão completo que as emoções sabiam exatamente como me acalentar.


A brisa fresca balançava meus cabelos de modo gentil trazendo um aroma de jasmim que dava mais realidade ao que sentia. Os respingos das ondas que quebravam tinham um único destino, meus lábios. Romântica como sou não precisou de muito para sentir que aqueles pingos eram os beijos que não foram dados.

A passagem de várias estrelas cadentes me fez acreditar que o Universo compartilhava do que sentia, não fiz desejos, apenas agradeci.

Nesta delação peço que me deixe onde o amor me colocou. Não me retire daqui. O mundo que vivem não é mais o que presencio. Engana-se quem acredita que nenhum homem é uma ilha.

Onde quer que tenha amor, a solidão não existirá, pois, um sentimento tão intenso não deixa espaço para o vazio.


A plenitude me define neste exato momento. Não tenho ninguém, mas tudo que preciso sentir está aqui comigo.

______

Direitos autorais da imagem de capa: lanak / 123RF Imagens


O risco é uma escolha que pode dar errado, mas que pode também dar muito certo.

Artigo Anterior

Hoje vai ser um bom dia!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.