AutoconhecimentoO SegredoReflexão

Onde se esconde a depressão?

onde se esconde a depressão

A depressão e a ansiedade, assim como os outros males psíquicos, apesar de serem doenças reconhecidas, nascem e são criadas na nossa mente.  Antes de qualquer coisa, é imprescindível aceitar esse fato: nossa mente tem vida própria, pensa o quer, na hora que quer e nos domina.



Todo o tempo que passamos acordados, estamos pensando, sem parar, sem intervalo, é pensamento sobre pensamento.  A diferença dos depressivos para os “normais”, é que, a maioria desses pensamentos é de negativismo, de medo, de tristeza e então, nos tornamos pessoas negativas, medrosas e tristes, porque nossa mente quer assim.

Repito, o passo mais importante do nosso processo de cura, é reconhecer isso, reconhecer que somos dominados pela nossa mente, como se fossemos dois em um, o que, na verdade somos, dois seres num mesmo corpo, o ego, que é a mente viciada em pensar e o Eu interior, que é a nossa verdadeira essência, a divindade que existe em cada um de nós, Deus, o estado de buda, como preferir.

No nosso eu interior, não existe depressão, não existe ansiedade, nem medo, só existe paz.  Então, já sabemos onde mora a depressão, conseguimos descobrir o seu endereço, agora vamos tratar de expulsá-la, porque ela é uma intrusa indesejada.


Existem várias maneiras de fazer isso e o ideal, é fazer uso de todas elas.

Medite – o objetivo, não é só aqueles minutos de paz e quietude da mente e sim, com a prática, trazer este estado meditativo, em caráter permanente, em casa, no trabalho, na rua, em qualquer situação.  Quando percebermos que vamos entrar num padrão de tristeza, raiva, medo, ira, assumimos o estado meditativo que treinamos e quase que imediatamente, assumimos de novo o controle.

Viva o momento presente – não há como mudar o que aconteceu no passado e o futuro ainda não chegou, então o que resta?  O presente, o hoje, o agora, o único palco onde nossa vida se desenrola.

Seja o observador da mente – observar os pensamentos de fora, como um espectador, sem julgamentos.


Tenha fé – seja qual for a sua religião ou filosofia, ela é bem-vinda, use-a, ore, reze, espiritualize-se.  Eu me encontrei no budismo, porque fez todo o sentido para mim, mas isso é totalmente individual. Apegue-se à sua fé, não a abandone nunca.

Leia – pesquise sobre domínio da mente, sobre pensamentos positivos, leia livros de auto-ajuda, especialmente Eckhart Tolle.  Explore este site “O Segredo”.

Acredite na lei de causa e efeito – o que você pensa, você se torna, o que você oferece, você recebe. Essa lei é infalível.  Se plantarmos tomates, jamais colheremos bananas.

Acredite na lei de atração – quanto mais negativos forem seus pensamentos, mas negativa será a sua vida.  Atraímos o que pensamos, de bom e de ruim.


Essas são as principais mudanças que você, a partir de hoje, de agora, deve começar a fazer. Tudo o que estou passando aqui, foi vivido e comprovado por mim, com grande sucesso.

Mergulhe fundo, com todo o seu coração, com toda sua alma e com todo o seu corpo, conscientize-se de que você está fazendo um tratamento e, como qualquer outro tratamento convencional, tem que ser levado a sério e não pode ser interrompido.

O melhor presente para as crianças se chama tempo!

Artigo Anterior

Pessoas abusadas emocionalmente aprendem a amar diferentemente

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.