publicidade

Onde se escondeu meu encanto?

Havia um tempo, onde tudo era motivo pra ter os olhos brilhando, a boca úmida se abrindo em sorriso e o coração em disparo. Havia um tempo, onde as cores do mundo pareciam mais vivas e o sol parecia brilhar muito mais forte a cada nova manhã. Um tempo onde o céu estrelado era a coisa mais linda de se ver e o dar as mãos, a sensação mais gostosa.



Não sei se lamento ou aceito as mudanças que a vida nos impõe. Cada qual lida com elas a sua maneira, uns nunca perdendo a magia de ser feliz enquanto outros vão se permitindo desgastar feito couro surrado pelo tempo…

Talvez uma parte de mim ainda se encante com o céu tão azul nas manhãs de janeiro. No entanto outra, clama aquela que ontem, amava sem pestanejar, tinha o coração livre, aberto onde tudo e todos faziam parte de um conto de fadas que ela imaginou que jamais dele pudesse sair.

Quando amadurecemos, ficamos ainda mais sérios com nossas responsabilidades e acumulando na prateleira alguns troféus e medalhas daquele amor que se perdeu, daquele sonho que se esqueceu, daquele dívida que apareceu e daquela viagem que sempre planejou fazer e nunca fez. Uma estante que fica na sala da nossa mente, bem à vista, enquanto os sonhos escorrem de nossas mãos e os ombros pesam pelo cansaço.


Onde se escondeu o encanto? Onde e quando o perdemos?
Será que foi naquele encontro que ele não foi ou naquele momento em que você se deparou com a imensa imperfeição do ser humano?

Lembro que, certa vez, reunimos um grupo de amigos que faziam parte de estudos, seminários e, depois de anos juntos, fizemos uma confraternização com algumas fotos antigas sendo mostradas através de um retroprojetor. Eram fotos lindas, vivas, jovens e tão coloridas. Eu? Ah, eu… parecia uma criança nas fotos! A diferença era tanta que um amigo virou pra mim e perguntou: Por onde anda aquela Cris?

Algumas pessoas comentam o fato de se sentirem ocas por dentro. Eu tento animá-las, mostrar o encantamento que ainda existe em nosso mundo bastando apenas que nossos olhos sejam transformados e, confesso, que não é fácil lidar com as dores, pesos do dia a dia e ainda ser encantado. Não, não é. Mas, imagina só, se tudo já é tão sem graça devido ao fato de ser necessário, como será se ainda formos descoloridos de encanto?


O mundo, as pessoas, nos massacram diariamente. Nos detonam e machucam com suas palavras de desaprovação, de ironia, de crítica ruim, de malícia e desânimo! “Ah, você não vai conseguir, não tem como conseguir, quer mesmo fazer isso?” E nós a ouvimos. Além de já ter uma vida dura pra lidar, ainda tem nossos ouvidos tolos que ficam abertos feito antenas captando as besteiras que o outro fala!

Ninguém quer te ver encantado, sabia disso? Todos querem você e eu feito eles, um bando de zumbis que levantam automaticamente todas as manhãs, vão pro trabalho, comem qualquer coisa, voltam pra casa e vão dormir depois de assistir sua série de zumbi preferida na Tv! Ninguém quer ver você diferente, feliz, vitorioso e alegre! “Por que ela é tão alegre? Que motivo ela tem que eu não tenho?”

Enfim, seja onde for que anda nosso encanto, que ele volte para junto da gente, assim, bem pertinho, para que possamos lembrar o quanto é quentinho quando se tem amor nos olhos, quando uma lente de cor é posta diante deles e, de repente, o mundo fica tão mais bonito e, até as pessoas intolerantes, passam a ficar interessantes.

Vamos abrir as gavetas, as portas, o coração e vamos encontrá-lo!! Vamos buscá-lo!!
Viver em um mundo cinza é o mesmo que não viver nem um pouquinho do jeito que somos capazes de viver.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.