CuriosidadesMulheresO Segredo

Os 6 dons emocionais do cérebro feminino:

Quer por influência cultural ou por pura e biologia, homens e mulheres TENDEM a diferir na forma como tratam suas emoções. Isto é devido, em grande parte, à mesma diversidade na forma como se comportam o cérebro masculino e feminino.



Assim, é comum que as mulheres sintam alguma frustração ao avaliar as interações emocionais com os homens ao seu redor. Enquanto isso, é comum que os homens às vezes até pensam que as mulheres são videntes. No entanto, o que acontece é que o cérebro feminino é perito em:

  • Ler rostos.

  • Interpretar tom de voz.
  • Analisar nuances emocionais.

Naturalmente, o fato de ser esperto não é sinônimo infalível. Por vezes, o cérebro das mulheres também se engana, principalmente porque as “pistas emocionais” não são objetivas e isso é algo que você sempre tem que manter em mente.



No entanto, se pode considerar que os homens e mulheres, e cada pessoa em particular, vivem em diferentes realidades. Vejamos os dons emocionais partilhados pelo cérebro feminino:

1.O dom da intuição

Os sentimentos viscerais não são estados emocionais caprichosos, mas fortes sensações físicas responsáveis ​​pela transmissão de mensagens fortes para o cérebro.


Através destes sentimentos viscerais, mulheres se ligam fortemente com a pena de um adolescente, as dúvidas de seus parceiros sobre sua carreira ou a felicidade de um amigo que atingiu os seus objetivos.

Isto, de acordo com Louann Brizendine, pode ter a ver com a quantidade de células disponíveis no cérebro feminino para capturar sensações corporais. Ou seja, o aumento do estrogênio durante a puberdade aguça a capacidade do cérebro para seguir e sentir emoções.

Na verdade, de acordo com alguns estudos, as áreas do cérebro que se seguem os instintos são maiores e mais sensíveis no cérebro das mulheres. Então, quando a mulher começa a sentir algo em seu intestino, certas áreas do cérebro, como a ínsula e o córtex, são ativados.

Estas estruturas e áreas do cérebro são responsáveis ​​para antecipar, julgar, controlar e integrar as emoções negativas. Assim, se o coração está a correr ou um nó no estômago, é a mulher interpreta isso como uma emoção muito forte.



2.O dom da leitura emocional

O cérebro feminino, muitas vezes tem a capacidade de encontrar rapidamente os pensamentos, crenças e intenções dos outros em pequenos indicios. Na verdade, de acordo com estudos, as mulheres têm uma grande capacidade de evitar causar danos a outros, por exemplo.

Acredita-se que essa capacidade é o resultado da ação dos neurônios espelho, que nos permitem observar, refletir e imitam gestos, posturas, respiração, olhos e expressões faciais dos outros.


“O cérebro feminino é especialmente vocacionado para esta forma de “espelhamento emocional”, assim poderíamos dizer que seus neurônios exageram, estimulando, assim, a conexão emocional com os outros fortemente.”


3.O dom da capacidade de “se recompor”

Este ponto, levado ao extremo, pode tornar-se mais uma ameaça do que um dom. No entanto, vamos falar sobre o lado positivo, de lidar com as emoções e viver com elas corretamente.


“As mulheres são muito hábeis na condução de sua tristeza ou depressão, já que devido à predisposição biológica, devem conviver de uma maneira muito habitual com comunicações emocionais intensas.”

Ou seja, se como mostrado em vários estudos, as mulheres captam as emoções em comunicação não verbal em 90% dos casos, obviamente têm que conviver com isso mais do que os homens que em geral, compreendem emoções através de gestos em 40% das situações.

Isso muitas vezes faz com que a importância dos pequenos detalhes, atenção e habilidades de escuta sejam consideradas quando algo dá errado.



4.O dom da memória emocional

O cérebro feminino lembra o relacionamento como um todo e não por cenas. Na verdade, as emoções são registradas como lembranças. A amígdala examina cada caso de acordo com a sua intensidade emocional.

5.O cérebro feminino convive mal com a raiva

Embora mulheres e homens relatem sentir uma carga semelhante de raiva, como as expressam e lidam com ela é muito diferente. Neste sentido, foi encontrada uma diferença estrutural na amígdala (o centro de medo, raiva e agressão), a qual é maior em homens.


No entanto, as áreas de controle destas situações (córtex pré-frontal) geralmente é relativamente maior nas mulheres. Além disso, a quantidade de receptores hormonais de testosterona é diferente.

Em outras palavras, o fato de uma mulher segurar a raiva não tem apenas a ver com as normas sociais e educação, mas pode ser devido à tendência do cérebro feminino para refletir sobre as consequências de situações e evitar um confronto.

Nesse sentido, poderíamos dizer que as mulheres tendem a adicionar mais uma etapa no processamento da emoção que ajuda a ruminação, a “dar voltas”, analisar causas e consequências da mudança antes de desencadear discussões acaloradas.


6.O dom da sensibilidade intensa

Não é algo surpreendente que uma grande porcentagem das pessoas altamente sensíveis (PAS) seja formada por mulheres, pois muitos dizem que o cérebro feminino é biologicamente avançado na liderança emocional.

No entanto, é bom observarmos que neste momento se articulam o medo, estresse, genes, estrogênio, progesterona e biologia de tal maneira que o risco de sofrer de distúrbios emocionais como a depressão ou a ansiedade é muito alto.

O cérebro feminino tem uma grande capacidade na hora de trabalhar e processar as emoções, isso é um fato indiscutível. Assim, com a leitura dos 6 dons ou características das mulheres, o objetivo é compreender melhor que cada pessoa tem a sua realidade física, psicológica e social, o que certamente nos dá a capacidade de sermos pessoas singulares, autênticas e genuínas.

____________

Traduzido pela Equipe de O SEGREDO

Texto Original em espanhol de Raquel Aldana  – Publicado Originalmente em La Mente Es Maravlhosa

Pelo fim dos depreciadores! se não tiver algo positivo pra falar, cale a boca!

Artigo Anterior

Quando estamos apaixonados…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.