Os dias que estão por vir…

Os dias que estão por vir são como um bando de pássaros flutuando no horizonte.

Ao amanhecer, contra a luz do sol, são só sombras, promessa de um vôo rumo a qualquer lugar parecido com um sonho. Quando se aproximam, pode-se ver que são feitos de luz e voam em direção à realidade.

Os “dias que estão por vir” são um bando de aves coloridas alçando leves voos, vêm, mas nunca ficam. Ficam a dançar lá no céu, como se convidassem-nos a seguir para onde estão indo; mas não temos asas, e só nos resta sorrir, pois a beleza dos “dias que estão por vir” enchem nosso coração com todas as possibilidades. E sentimos gratidão pelo simples fato deles estarem lá, no céu, mesmo que sejam apenas nossa imaginação.

Os “dias que estão por vir”, às vezes, aproximam-se da janela, e podemos ver com mais nitidez que cada um é bem diferente do outro: cada qual tem sua beleza singular.

Alguns podem parecer estranhos de perto, trazer semblante mais fechado; outros têm olhar dócil; uns são mais agitados; outros voam mais despreocupados. Da janela quase poderíamos tocá-los, se eles não fossem abstratos. Mas os “dias que estão por vir” são todos muito astutos: surgem para sinalizar o futuro, mas somem tão logo sentem nosso olhar curioso querendo saber mais sobre os “dias que estão por vir”.

Sim, quantas vezes ficamos pensando nos “dias que estão por vir”, e muito espertamente eles vêm um a um, um de cada vez… um “dia de cada vez”, você não precisa mais do que isso!

Um dia por vez é o bastante para fazer o que tem que ser feito. Um dia por vez é o suficiente para cicatrizar a dor ou aquecer o coração.

Os “dias que estão por vir” são contemplados com grande reverência; vistos assim lá no alto são imponentes, inspiradores, encantam. Por outro lado, um “dia de cada vez” é o pássaro ordinário que apenas canta um canto abafado pelos ruídos da rotina.

Os “dias que estão por vir” desenham um quadro de esperança; cantam uma promessa e confortam a alma. Por outro lado, um “dia de cada vez” não promete – cumpre, realiza, chacoalha o espírito, faz acontecer. E, um dia de cada vez nos transforma pouco a pouco, tal qual a mudança imperceptível do broto que floresce de repente; mas não foi a flor que nasceu em um piscar de olhos – foram nossos olhos que piscaram demais e perderam o espetáculo da vida enquanto ela acontecia…

Os “dias que estão por vir” são lindos de se ver. Um “dia de cada vez” é lindo de viver!

______________

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: refat / 123RF Imagens



Deixe seu comentário