Espiritualidade

Os efeitos da musicoterapia nos tratamentos emocionais e mentais:

musicoterapia

sse estudo da música no processo de cura dos males causados pelos problemas emocionais e mentais, particularmente me interessou durante muitos anos e continua me interessando por mais de duas décadas.



Vivenciei nesse tempo muitos males simplesmente serem debelados ou minimizados pelas melodias, principalmente as clássicas que possuem sem dúvida um efeito terapêutico fantástico trazendo para o indivíduo um encontro consigo mesmo e uma melhoria no quadro geral.

Logicamente que aqui mencionamos principalmente as músicas de compositores consagrados pela sua estrutura melódica e pela sua beleza harmônica, por isso procuramos atuar com os grandes com Beethoven, Mozart, Bach e outros não menos significativos, mas que também dão uma grandiosa contribuição nesse estudo.

Quando nos processos de Regressão e Terapia de Vidas Passadas encontramos forte relação dos pacientes com determinadas composições e lembranças passadas, pois sabemos, e muitos de nós observamos que determinado tipo de música nos remete a vivências por nós experimentadas trazendo quadros, cenas, sensações, e emoções que somente nós podemos identificá-las com determinada canção relembrada pelos nossos ouvidos e enternecendo nossas fibras interiores.


Assim, gostaria de deixar para conhecimento de todos algumas sinfonias deste grande compositor da música clássica, Ludwig Van Beethoven, e no que essas atuam de forma a realizar uma transformação no ser humano e na melhoria de suas condições, principalmente mentais, emocionais e na sua estrutura com ser.

Sinfonia nº 1

Estimula fortemente a motivação e a autoconfiança;

Sinfonia nº 2


Gera uma grande força de vontade e superação, poder de decisão, e tem uma característica de promover profundas transformações em mentes passivas;

Sinfonia nº 3 Fá

Contribui para equilibrar o sistema nervoso, combate a tensão, o pessimismo, a incerteza e o desânimo;

Sinfonia nº 4 Mi b


Transmite forte carga de sentimentos altruístas, elimina sentimentos negativos como ódio, egoísmo, ciúme, inveja, luxúria e desejo de vingança;

Sinfonia nº 5 Dó Menor

Proporciona a reflexão existencial, levando o ouvinte a pensar em seu próprio processo dialético e na própria vida como um todo;

Sinfonia nº 6 Fá


Despertar da criatividade, principalmente no plano artístico, estimula a esperança, a autoconfiança e busca de novos caminhos;

Sinfonia nº 7

Propicia a autoanálise, expande o conhecimento, aprofunda a percepção do inconsciente e encoraja o caminho para a espiritualidade;

Sinfonia nº 8


Eleva o discernimento, abrindo os campos da consciência, as formas superiores de ser e de perceber;

Sinfonia nº 9 Ré Menor

Conduz naturalmente a devoção mística e permite os estados mais sutis da consciência;

Sinfonia nº 10


Ela não é tão divulgada pelo seu cunho para auxiliar alguns discípulos especiais de escolas iniciáticas e outros estudos ligados a espiritualidade.

____________

Por: Wiliam Wicht – Via: Eu Sem Fronteiras


Irmãos sempre e pra sempre…

Artigo Anterior

4 coisas que só almas velhas entendem

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.