Os ensinamentos de Madre Teresa de Calcutá



“As mãos que ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam.” (Madre Teresa)

Antes fazer algo, ao invés de falar que será feito e não fazer. Antes não prometer em fala, mas manter a promessa em mente e cumpri-la. Antes, verdadeiramente, usar as mãos para salvar quem clama por socorro, do que fingir que os entende, mas deixar o próximo cair no mais profundo precipício.

Antes rezar com atitudes de caridade, do que rezar e desejar o mal alheio. Antes faça, depois fale, mas fale o menos possível.  Não divulgue o bem que faz, a não ser que seja para servir de exemplo para que outras pessoas façam o mesmo (ou ainda mais) em prol da humanidade. Sempre procure manter a pureza de suas intenções.

A pura e grandiosa alma sábia de Madre Teresa, envolvida pelo singelo e debilitado corpo físico de uma doce senhora de baixa estatura, bem sabia que, para  ajudar outrem, bastavam atitudes e não palavras, nem orações que não venham do íntimo mais profundo, em Deus.

Essa mesma doce e forte alma, deixou inúmeros ensinamentos que servem para a vida toda, inclusive para nos elevar a Deus, tanto neste, como noutro mundo, rumo ao eterno.

Entre tantos ensinamentos de Madre Teresa, seguem alguns deles:

1. “A Santidade não é um privilégio de uns poucos, mas uma necessidade de todos.”

2. “Se alguma vez vier a ser Santa, serei certamente uma santa da ‘escuridão’. Estarei continuamente ausente do Céu para acender a luz daqueles que se encontram na escuridão da Terra.”

3. “Muito frequentemente me sinto como um pequeno lápis nas Mãos de Deus. Ele escreve, Ele pensa, Ele faz os movimentos. Eu só tenho de ser o lápis.”

4. “O fruto do silêncio é a oração. O fruto da oração é a fé. O fruto da fé é o amor. O fruto do amor é o serviço. O fruto do serviço é a paz.”



5. “O amor começa em casa, e não é uma questão de quanto fazemos, mas de quanto amor colocamos nas coisas que fazemos.”

6. “Minhas queridas filhas, sem sofrimento, nosso trabalho seria somente trabalho social, muito bom e útil, mas não seria obra de Jesus Cristo, não participaria da redenção. Jesus desejava ajudar-nos partilhando a nossa vida, nossa solidão, nossa agonia e morte. Tudo isso ele assumiu em si mesmo e levou-o à noite mais escura. Somente sendo um de nós podia redimir-nos.”

7. “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos amigos (Jo 15,13). Isso é canonização na Bíblia, então por que é que ainda estamos à espera?”

8. “Mantenha seus olhos puros para que Jesus possa olhar através deles. Mantenha sua língua pura para que Jesus possa trabalhar com suas mãos. Mantenha sua mente pura para que Jesus possa pensar seus pensamentos em sua mente. Mantenha seu coração puro para que Jesus possa amar com seu coração. Peça a Jesus para viver sua própria vida em você porque: Ele é a Verdade da humildade. Ele é a Luz da caridade. Ele é a Vida da santidade.”

9. “Não tenho certeza de como será o Céu, mas acho que quando morrermos e quando chegar o momento de sermos julgados, Deus não vai perguntar quantas coisas boa fizemos, mas apenas com quanto amor fizemos.”

Assim, uma das marcas existentes em Santa Teresa de Calcutá, foi mais agir em prol do bem do próximo (especialmente dos mais necessitados), do que falar e, quanto mais ela se doava, mais ela se via em segundo plano, mesmo doente fisicamente.

Madre Teresa agia, exatamente, como o Mestre dos Mestres nos ensinou. Ela agia em plena e profunda doação, traduzindo o verdadeiro amor incondicional, pregado por Deus.

Assim como Madre Teresa, procure orar mais com atos, do que com os lábios.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.