Os pensamentos influenciam o físico

3min. de leitura

Muitas são as surpresas por algumas pessoas que se curaram de doenças aparentemente irremediáveis!



A ciência descobriu que um indivíduo pode harmonizar-se simplesmente acreditando  de que sua doença será harmonizada. Esta ocorrência é comumente chamada de Efeito Placebo.

Os profissionais da saúde descobriram que muitas pessoas se harmonizavam ingerindo um remédio sem efeito, chamada placebos (comprimidos de farinha ou cápsulas de açúcar ou água destilada), foram induzidos a tomar a medicação indicada como se fosse verdadeiros e poderosos.

Não existe nenhuma explicação do porque o efeito placebo funciona. De alguma estranha maneira, o paciente desenvolve em si mesmo uma capacidade de se auto-harmonizar por dentro.

A Conclusão do placebo teoricamente é a melhor forma documentada de como a mente, os pensamentos influenciam o físico.


Um dia um funcionário de uma empresa se queixava muito de dor de cabeça. Então, a patroa teve que fazer algo, para ajudá-lo. Como não tinha nenhum remédio, resolveu dar para ele um copo de água dizendo que era um remédio muito bom para amenizar a dor. Em pouco tempo o funcionário já estava dando risada e animado.

A patroa ficou estarrecida com a melhora do funcionário, deu água e disse ser remédio e o funcionário ficou bom.

Percebe-se a maneira que a mente influencia sobre o corpo e tudo se inicia da forma que pensamos e interpretamos as coisas.

O contrário também funciona. Se você acredita que algo faz mal ou é perigoso, então será perigoso. Por exemplo, tomar água e dizer que o que tinha no copo era uma solução venenosa e a pessoa ficar doente.


Os pesquisadores concluíram que a sugestão desempenha um papel importante no desencadeamento da doença e da saúde.


Direitos autorais da imagem de capa: mari lezhava on Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 08/07/2018 às 9:20






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.