Os perigos da meditação

Meditação é tudo de bom, mas há também perigos.

Por melhor que algo seja na vida, sempre há riscos.



Vamos ver aqui os possíveis riscos da meditação para evitá-los e ter uma prática saudável.

Veja aqui meu vídeo sobre este tema.

Você certamente deve meditar. Milhares e milhares de pesquisas comprovam sua eficácia e efeito positivo na vida. Praticantes compartilham seus efeitos maravilhosos há milênios.

Mas é importante fica ciente de possíveis problemas que podem surgir na prática de meditação, especialmente quando é feita de maneira errada, ou fora de um contexto maior de compreensão e evolução da consciência.


O primeiro tipo de problema reportado é de natureza puramente física e incluem cansaço, tontura e dor de cabeça.

Muitas vezes isso tem a ver com a má respiração no ato de meditar, ou uma postura malfeita ou inconfortável por falta de prática.

Outra reclamação mais comum são sentimentos ruins, emoções desagradáveis. Isso é perfeitamente compreensível. Meditação, afinal, é normalmente prática introduzida na vida daqueles que finalmente decidiram encarar seu eu interior, depois de muito tempo desprezando-o.

Imagine que você ficou no desleixo e não limpa sua casa há meses. Quando finalmente for limpá-la, não será moleza, não é? Vai ter coisa muito encardida, fedida e feia saindo da casa. Com nossa mente é assim também.


Ainda mais desagradáveis são os sentimentos de depressão e desmotivação que surgem em raros casos em alguns praticantes. Isso acontece porque no processo de despertar há uma profunda mudança de visão da vida. Começamos a enxergar uma outra realidade, antes ignorada, só que mais profunda e real. Isso faz com que a vida mundana se mostre pelo aquilo que ela é, uma sequência efêmera de ações que, na superfície, não fazem sentido ou satisfazem o “eu”.

Sem compreender como conectar o dia a dia a alma, compreensivelmente pode-se criar uma sensação de tristeza, de estar perdido, e, por isso, perder a motivação para agir num teatro aparentemente sem sentido.

Essa sensação de ter descoberto, mesmo que inconscientemente, outra realidade, às vezes, leva a um sentimento ainda mais forte, de quebra com a realidade. 

Cria-se uma sensação de estar desconectado com a realidade, como que perdido na existência, algo equivalente a estar flutuando à deriva no espaço.

O yoga alerta que esta não é a realidade última. Como exemplificado no filme clássico “Matrix”, a filosofia do yoga deixa claro que tem uma outra realidade superior, a ser descoberta pelo yogi.

E aí que chegamos num ponto importante. Quem já entra neste mundo da meditação armado destes conhecimentos acima citados e outro mais, reduz enormemente ou elimina as chances de experimentar estes sintomas negativos.

Viajar é tudo de bom. Mas viajar sem noção alguma do que vai encontrar pode ser bastante desagradável e até perigoso.

Quando vamos iniciar esta viagem para nosso eu interior, devemos nos armar de todo conhecimento possível. Devemos ir acompanhados de um guia experiente, o guru, que nos prepara para o que vamos encontrar.

E meditação não existe num vácuo. Sempre enfatizo este ponto.

Meditação é uma de várias ferramentas poderosas dentro de um contexto muito maior. É importante entender o caminho todo e avançar nos diferentes campos de perfeição simultaneamente.

Mais do que isso, o tipo de meditação a ser praticada também altera muito a experiência e os resultados. Uma meditação muito vazia, sem foco, pode acentuar os sentimentos de oco, de desmotivação e de quebra com a realidade. Já a meditação que eu ensino, a meditação mântrica (japa), tem um foco bem específico, um significado, que ajuda a direcionar a mente para a transcendência de forma doce e segura.

Recomendo que você aprenda o processo completo e seguro de praticar meditação e avançar no caminho de autoaprimoramento e autorrealização.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / evgenyatamanenko

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.