publicidade

Os quatro “cs” da felicidade – a felicidade guardada nas pequenas atitudes diárias:

Nossa sociedade está confundindo o prazer com a felicidade, muitos estão buscando prazer, acreditando que encontrarão felicidade, só que não. 

Vamos entender e esclarecer cada qual.



O prazer está relacionado com as sensações cruas, prazeres momentâneos, instintos carnais, emoções impulsivas.

Em contrapartida vem a felicidade que é uma forma de vida a médio e longo prazo.

Monges Tibetanos e praticantes assíduos de meditação denominam a felicidade como: doar mais e receber menos, buscar no seu interior a razão para viver no exterior, não o contrário.


Quimicamente falando

Tanto o prazer quanto a felicidade são determinados pelos neurotransmissores Dopamina e Serotonina, assunto abordado com frequência aqui no site.

A Dopamina desencadeia no cérebro reações como euforia e recompensa, responsável pela sensação de motivação.

Enquanto que a Serotonina está relacionada com a calma e satisfação, responsável pela sensação de felicidade.


Estas duas moléculas são excelentes, porém, como qualquer reação química, em excesso, causa dependência e moléstias.

Se a Dopamina, responsável pelo prazer momentâneo, substitui a Serotonina, responsável pela calma e satisfação, ocasiona a busca desenfreada pelo prazer e com esta atitude nos distanciamos da felicidade.


Na prática

Para ficar mais claro, todas aquelas horas “felizes” nos bares, as mensagens com emoticons sorridentes, smartphones de última geração, roupas de marca, carros luxuosos, casas imensas e impecaveis são estados momentâneos de prazer, que acostumam mal o indivíduo, fazendo-o pensar que felicidade é isso, quando na verdade não é.

Nossa sociedade está focada unicamente no prazer, acreditando que desta forma encontrarão felicidade: ledo engano.

Esta falsa crença é responsável pelo aumento de medicamentos tarja preta, consultas intermináveis aos consultórios de psiquiatria e psicologia, gerando pessoas extremamente frustradas e deprimidas.

Depois de ler estes parágrafos você deve estar “chateado (a)” se perguntando: A felicidade é algo impossível de ser alcançada?

Calma, não se engane, a felicidade é muito mais simples do que parece.

A felicidade está guardada nas pequenas atitudes diárias.


Os Quatros “Cs” da Felicidade

O Expert americano em saúde e bem-estar, Robert Lustig, nos ensina em seu livro “The Hacking Of The American Mind”, como usar os quatros “Cs” a nosso favor, em prol da nossa felicidade.

Os quatro Cs são: Conectar, Contribuir, Cuidar-se e Cozinhar.

C de conectar

Quando falamos em conectar, a maioria das pessoas pensam nas redes sociais, mas não é sobre esta conexão que estamos falando e sim a conexão “face to face”, “olho no olho”, vida real, conexão com pessoas reais no mundo físico, não virtual.

Aquele velho e saudável hábito dos nossos avós de sentar em volta do fogão a lenha tomando um chimarrão e jogar conversa fora, contar e ouvir histórias, piadas, rir e se emocionar … isso é felicidade.


C de contribuir

Dar algo aos demais sem pedir nada em troca.

Porque a felicidade é dar, enquanto o prazer é baseado unicamente em receber.

O “dar” citado aqui, vai muito além das coisas materiais.

Em tempos em que as pessoas não “têm mais tempo”, quem consegue doar alguns minutos para ouvir verdadeiramente os outros, torna-se rei ou rainha.


C de cuidar-se

Como você se doa aos outros, aprenda a doar-se a si próprio.

Com a sobrecarga de tarefas, atividades e trabalhos, nosso corpo acaba gerando mais cortisol, hormônio do estresse, que também é responsável pela depressão.

Para combater este mal que assola nosso século é preciso gerar químicas positivas para eliminar as químicas negativas, ou seja, Serotonina X Cortisol.

Separe uma hora ao dia, pelo menos, para você se conectar consigo mesmo, seja praticando esporte, fazendo yoga, pilates, meditando, lendo um bom livro, orando… conecte-se com seu interior, conheça suas qualidades e defeitos, forças e fraquezas.

Você precisa se descobrir.

E por último algo tanto quanto surpreendente:


C de cozinhar 

Segundo Robert Lustig, cozinhar auxilia a gerar Serotonina, devido a presença de movimento corporal e atenção plena no presente momento.

Principalmente se a comida elaborada for saudável, afinal uma máquina que recebe bom combustível terá bom desempenho.

E cá entre nós, uma boa comida sempre une familiares, amigos e pessoas queridas.

Fique atento: a mente sempre vai querer mais, ela sempre vai pedir uma roupa nova, um carro melhor, um emprego diferente, prazeres diferentes. Vai de você domesticá-la ou não.

Lembre-se de que o prazer não é mal, dar-se um capricho, às vezes, de comer algo diferente, comprar um presente ou fazer amor com a pessoa amada.

O prazer se torna prejudicial quando a vida está focada unicamente nesse sentido.

__________

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: sakkmesterke / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.