Ouvir reclamações de outras pessoas pode prejudicar nossos neurônios

Algumas pessoas parecem ser viciadas em reclamar. Tudo em suas vidas é motivo de insatisfação: relacionamentos amorosos, trabalho, amizades, elas nunca são realmente felizes com a realidade em que vivem e fazem questão de demonstrar isso para todo mundo.

Com o tempo, nós podemos nos cansar de estar perto dessas pessoas, e isso é normal, afinal ninguém quer estar perto de alguém que nunca tem um bom assunto para conversar. Ouvir reclamações é extremamente cansativo e também pode prejudicar os nossos neurônios.

Quando temos um contato muito direto com as reclamações do outro e, principalmente, quando nos envolvemos profundamente em sua vida, tentando encontrar soluções para seus problemas, ficamos estressados e emocionalmente esgotados.

Nossos cérebros entendem as reclamações como ameaças, e é por isso que incorpora respostas fisiológicas para enfrentar essa situação.

Quando entramos em contato com a reclamação de outra pessoa, o eixo hipotalâmico-hipofisário-adrenal é ativado, o que causa a liberação de cortisol pela glândula adrenal.

Este mecanismo geralmente tem o objetivo de proteger e eliminar a ameaça, mas se o nível de cortisol permanece elevado durante um longo período de tempo, a atrofia ocorre ao nível neuronal, o que significa que os neurônios literalmente morrem.

Alguns neurocientistas da Universidade de Stanford testaram os efeitos dos glicocorticóides secretados durante o estresse no cérebro. Pioneiros no teste, seus resultados mostraram que isso afeta o funcionamento de diferentes estruturas cerebrais, incluindo o hipocampo, onde a perda de neurônios se acelerou.

Outros estudos também mostram que o estresse causado pelas reclamações afeta nossos cérebros, em especial os neurônios do córtex pré-frontal, responsáveis pelo controle de emoções e tomada de decisão. Conforme envelhecemos, esses neurônios perdem a sua resistência ao estresse, o que torna mais difícil a recuperação dos malefícios que ele nos causa.

Resumidamente, ouvir constantemente as queixas de outras pessoas que não querem realmente mudar, apenas reclamar, nos deixa em um estado muito negativo, do qual temos grandes dificuldades de escapar. Ficamos impotentes e nos tornamos espectadores da negatividade em nossas vidas, o que afeta diretamente os neurônios.


Como podemos evitar os efeitos negativos das reclamações?

Reclamar nos afeta de maneira negativa, mas pensar sobre um problema tem exatamente o efeito oposto: impulsiona os neurônios e incentiva novas conexões.

Quando olhamos nossos problemas criticamente e buscamos solucioná-los, desenvolvemos nossos cérebros e planejamos cursos de ação que simplificam nossas vidas. A resolução de conflitos nos traz flexibilidade cognitiva, esse é um ótimo motivo para substituir as reclamações por ações.

Comece hoje a analisar seu comportamento mais criticamente, não permita que outras pessoas descarreguem sua negatividade em você, e não seja aquele que tira a alegria do ambiente com suas reclamações.

Adapte o seu comportamento e, se necessário, afaste-se de alguns relacionamentos que sugam sua energia e prejudicam o funcionamento de seu cérebro.

As reclamações apenas prejudicam nossas vidas e libertar-se delas é uma questão de bem-estar emocional.




Deixe seu comentário