Comportamento

Padre pernambucano morre afogado em açude depois de salvar duas pessoas que se afogavam

Caso aconteceu em Bezerros, no agreste de Pernambuco. Entenda!



O agreste pernambucano está em luto pela perda do padre Fernando de Lima Silva, de 38 anos. No último dia 13, ele morreu afogado num açude de Serra Negra, depois de salvar duas pessoas que se afogavam, segundo nota da Diocese de Caruaru, onde ele estava sediado.

De acordo com informações da Polícia Militar, o sacerdote estava em um pequeno barco, acompanhado de uma mulher e uma criança.

Quando foram tirar uma foto, o barco virou, e Fernando conseguiu salvar a criança, colocando-a em cima de uma pedra. A mulher foi resgatada com a ajuda das pessoas presentes no local.


Depois do incidente, um policial da região, que estava de folga, foi chamado para ajudar. Ele tentou reanimar o padre, que foi encaminhado para um hospital, mas não resistiu.

Padre Fernando, que nasceu em Taquaritinga do Norte, agreste de Pernambuco, e atuava como administrador da Área Pastoral Nossa Senhora de Lourdes, na cidade de Gravatá, era bastante querido pela população.

Segundo a nota da Diocese de Caruaru, o lema sacerdotal dele era “o bom pastor dá a vida por suas ovelhas”, o que representa claramente o seu sacrifício.

Na mesma nota, a unidade diz estar “firme na esperança de ressurreição” e que o padre “deu sua vida para salvar vidas”, também oferecendo conforto aos familiares e amigos.


Segundo informações do portal G1, o corpo do sacerdote foi liberado do IML de Caruaru na manhã de domingo (14), dia seguinte ao de sua morte. Após a liberação, foi realizado um cortejo pelas ruas de Gravatá, onde padre Fernando atuava.

Em seguida, o corpo foi recebido pela Capela da Volta do Rio, indo até as ruas Quatro de Outubro e subindo ao Cruzeiro, posteriormente passando próximo à Igreja de Lourdes e à capela São Sebastião.

Depois de passar pela Praça da Matriz, o corpo do sacerdote seguiu rumo à sua cidade natal, Taquaritinga do Norte, onde foi sepultado, no Cemitério Municipal, após missa presidida pelo bispo diocesano Dom José Ruy, na Matriz de Santo Amaro.

Rafael D’Aqui, responsável pelos projetos da fundação pontifícia “Ajuda à Igreja que Sofre”, parceira do padre em sua missão, manifestou-se sobre sua perda: “Soubemos da triste notícia do afogamento do Padre Fernando.


Seu testemunho de Bom Pastor, que dá a vida pelas ovelhas, nos conforta. Enviamos as nossas condolências à Diocese na esperança de que o Espírito Santo vos acompanhe neste momento de dor a fim de que encontremos nessa perda frutos de ressurreição e de vida”, disse.

Compartilhe o texto em suas redes sociais!

Durante internação da mãe, padre Fábio de Melo pediu ajuda em orações

Artigo Anterior

Passageiro se recusa a usar máscara em avião e nave retorna ao aeroporto para retirá-lo do voo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.