publicidade

Padre, vítima do coronavírus, morre depois de doar respirador para jovem com a mesma doença

O padre Giuseppe Berardelli doou o respirador comprado por sua comunidade para um jovem que também estava internado em UTI de hospital da Itália.



Ver as pessoas fazendo o bem umas paras as outras enche-nos de orgulho e esperança na humanidade. E nem são necessários grandes gestos para nos impressionar. Ver um adolescente auxiliando uma idosa atravessando a rua ou um desconhecido ajudando a levar as compras da dona de casa até o carro já são suficientes.

Nós, seres humanos, somos criados para fazer o bem. Desde muito cedo, nossos pais nos ensinam a tratar bem os mais velhos, ajudar os coleguinhas nas atividades e ser o mais gentil possível com todas as pessoas à nossa volta.

Tomar essas atitudes não é difícil, basta termos boa vontade e querer. O problema é que nem todos agem assim.

Enquanto crescem, algumas pessoas se perdem no meio do caminho e acabam deixando de lado o dom de tratar os outros bem. Não cumprimentam mais ninguém nem sequer olhamos nos olhos das outras pessoas e não fazem nada pelo outro, se não for para receber algo em troca.


Mas, se por um lado há quem aja como se estivesse de mal com o mundo, por outro há pessoas que não se cansam de ser solidárias, nem que para isso tenham que se deixar de lado.

Da Itália, por exemplo, surge um exemplo emocionante de compaixão e caridade. O padre Giuseppe Berardelli, de 72 anos, foi diagnosticado com o novo coronavírus recentemente. O país, por sinal, é onde mais pessoas morreram vítimas da doença até agora. Mas nem os dados alarmantes ou o fato de fazer parte do grupo de risco impediram o padre de manter sua missão de fé.

Giuseppe foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital de Lovere, em Bérgamo, um dos locais mais afetados pela pandemia, e se recusou a usar o respirador comprado por sua comunidade. O motivo? Um garoto que ele não conhecia também estava precisando da máquina.


O padre não pensou duas vezes e decidiu ceder o respirador ao rapaz, apesar de seu quadro clínico ser um pouco mais severo do que o do jovem.

Diante de exemplos como este, é impossível não se perguntar: quantas pessoas fariam o mesmo? Será que eu e você faríamos o mesmo? Possivelmente, não.

O gesto do padre Giuseppe reflete o quanto sua alma era caridosa e quão firme era o seu comprometimento com os preceitos de Deus. Contudo, neste último dia 24 de março de 2020, o padre faleceu por conta da doença.

Conforme o portal Uol, entre os amigos e párocos da igreja de Casnigo, onde atendia aos fiéis, o padre Giuseppe era conhecido como alguém que ouvia todos e estava sempre disponível para quem precisasse de ajuda.

Além dos fiéis e ofícios na igreja, outra grande paixão do padre era sua moto. Era comum vê-lo nos arredores da congregação sorridente, de um lado para outro, em sua motinho vermelha.

Sem dúvida, o padre Giuseppe Berardelli deixa um exemplo para toda a humanidade sobre como devemos manter a alegria, a paz e o amor ao próximo, mesmo nas situações mais críticas.

O mundo seria bem melhor se houvesse mais atitudes como a do padre Giuseppe!

Deixe o seu comentário e compartilhe esta linda história em suas redes sociais.

 

 Direitos autorais da imagem de capa: reprodução/Twitter.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.