Notícias

Pai admite que há 6 anos filho caiu do mesmo toboágua que menino morreu em Caldas Novas

Pai admite capa

No último domingo, 13 de fevereiro, Davi tinha apenas 8 anos de idade quando morreu ao cair de um toboágua de 15 metros de um parque aquático em Caldas Novas, em Goiás.

Diante do ocorrido, o clube se manifestou, alegando que “em cinquenta anos de história e tradição, o Grupo DiRoma nunca sofreu uma tragédia dessa magnitude”. Por causa disso, Paulo Henrique Macedo decidiu expor que, há 6 anos, o filho também sofria o mesmo acidente que Davi – e que, por pouco, conseguiu escapar da morte.

“Houve uma tragédia, não com a mesma fatalidade, mas foi uma tragédia que não deveria mais acontecer. Se supõe que o clube iria tomar precauções dali em diante”, admitiu Paulo.

O advogado contou que o filho Ailton, também com 8 anos na época do acidente, chegou a quebrar os ossos do rosto, teve traumatismo craniano e até um coágulo no cerébro.

Pai admite ft1

Direitos autorais: Reprodução.

“O clube foi muito negligente. Na hora que o cara [funcionário] viu que meu filho caiu, ele já veio e pegou ele nos braços. Ele poderia ter sofrido uma lesão na coluna. Uma médica que era visitante do clube prestou o primeiro atendimento ao meu filho”, relembra o pai.

Luciano ainda contou que, na época, o acidente se deu devido o fato de que Ailton não tinha a altura nem o peso necessários para entrar em segurança no brinquedo. Por isso, ele parou no meio do trajeto do toboágua e chegou a cair direto no chão. Agora, aos 13 anos de idade, o menino passa bem.

Entenda o caso

Um menino de 8 anos morreu em uma queda de 15 metros em um toboágua no parque aquático de Caldas Novas, no Sul de Goiás. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima entrou em uma área que estava em manutenção e não resistiu ao cair de uma altura grande.

Em nota enviada nesta segunda-feira, O Grupo DiRoma, responsável pelo parque aquático onde a criança estava, afirmou que a área em que ocorreu o acidente estava completamente fechada com tapume e devidamente sinalizada para reforma e melhorias.

“O Grupo vem publicamente lamentar e prestar profunda solidariedade à família da criança que tragicamente se acidentou nas dependências do nosso complexo”, afirma a nota.

Pai admite ft2

Direitos autorais: Reprodução.

O acidente aconteceu por volta das 15h em um toboágua chamado “Vulcão”. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também ajudou no resgate da vítima. Segundo nota divulgada pela prefeitura da cidade, a criança sofreu várias lesões e um traumatismo craniano seguido de afogamento.

O menino foi atendido por um guarda-vidas e levado pelo Samu para o Hospital Municipal de Caldas Novas. O garoto estava em estado grave e chegou a ser entubado. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para transferir ele via helicóptero, mas o menino sofreu uma parada cardíaca e a equipe teve que retornar.

De acordo com a prefeitura, a criança era de Conselheiro Lafaiete (MG) e estava a passeio com familiares. A morte foi confirmada pela equipe médica às 19h, e o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal da cidade. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

0 %