Notícias

Pai de Henry Borel publica mensagem sobre a morte do filho, há 6 meses: ‘Dor só cresce’

Leniel Borel, pai do menino Henry Borel, se manifestou nesta quarta-feira (8), em uma rede social, sobre a data que marca os seis meses da morte do filho.



“Hoje completa-se 06 meses do assassinato cruel do meu filhinho, se tornando uma sequencia de dias mais tristes da vida de um pai. Esta dor só cresce, prolonga-se a cada dia, nos adoece”, escreveu. No texto, Leniel afirma que continua a lutar por justiça de uma forma exemplar e “na proporção das brutalidades” sofridas pela criança.

Henry Borel, de apenas 4 anos, chegou morto a um hospital na Barra da Tijuca no dia 8 de março deste ano.

A criança apresentava várias lesões como múltiplos hematomas no abdômen e nos membros superiores, e infiltração hemorrágica na região frontal do crânio.


Duas pessoas respondem a acusações pelo crime: o ex-vereador Jairo Souza Santos, o Jairinho, e a mãe de Henry e ex-namorada de Jairinho, a professora Monique Medeiros. Ambos estão presos.

‘Meu príncipe’

Na mensagem, Leniel se dirige a Henry, dizendo amá-lo “incondicionalmente”, e afirma que conta os dias em que se aproxima “de estar com você [Henry] novamente”.

“Meu príncipe, nada neste mundo se compara a sua beleza. Nada é tão puro quanto o amor de um filho”, afirmou o pai. Leniel também comenta no texto sobre o processo em que Monique e Jairinho são réus. Ele próprio também atua como assistente de acusação.


Sem citar os nomes de Jairinho e Monique, o pai mostra preocupação em saber que “a pena para dois covardes ainda pode ser branda pelo que fizeram com você (Henry) naquela noite”.

Direitos autorais: Reprodução/ Instagram

Laudo diz que estudante que usou faca e espada para matar gamer em SP não tem doença mental

Artigo Anterior

Chamada de “coroa” por manter cabelo grisalho, Suzana Alves dispara: “Não aceitaram meu amadurecimento”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.