Notícias

Pai filma e posta vídeo agredindo filho de 8 anos: ‘A vida bate doído, vai ser fraco?’; polícia investiga

A Polícia Civil investiga um vídeo que mostra uma criança de 8 anos sendo agredida física e verbalmente pelo pai em Birigui (SP).



A gravação foi publicada nas redes sociais pelo próprio pai e as imagens revoltaram internautas.

O homem disse que “quer provocar a ira do menino e a revolta positiva a partir das dores para que ele queira reagir, vencer na vida” (leia mais sobre isso ao fim da reportagem).

No vídeo, é possível ver que o menino está sentado no banco de passageiros de um carro, preso ao cinto de segurança, quando o pai o agride com soco na região do queixo e diz: “a vida pega desprevenido”.


Com a voz embargada, o menino respondeu ao pai: “já estava pensando nisso”. Em seguida, ele foi novamente agredido pelo homem.

Logo depois, o pai volta a dar socos no filho e enfatiza: “a vida bate doído. Você vai ser fraco, mano? Vai se entregar?”.

O menino, então, responde e também começa a bater no pai. O vídeo termina com a criança gritando, chorando e dando socos no homem.

Denúncia


De acordo com a mãe do menino, o ex-companheiro, de 31 anos, postou o vídeo nas redes sociais no mesmo dia em que também a agrediu na porta da casa dela.

A mulher procurou a delegacia e registrou um boletim de ocorrência por violência doméstica, lesão corporal e ameaça. A Polícia Civil de Birigui também investiga o caso.

O que diz o pai

Por telefone, o homem disse que “é o jeito dele de educar e de ser pai”. Ele também afirmou que “quer provocar a ira do menino e a revolta positiva a partir das dores para que ele queira reagir, vencer na vida”.


O pai ainda afirmou que, quando está com o filho, sempre brinca de “lutinha”, mas que não bate para machucar.

Segundo a Polícia Civil, a mãe da criança foi à delegacia e prestou depoimento sobre as agressões. O homem ainda não foi ouvido, pois está fora de Birigui.

Silvio Santos é internado com Covid-19 em São Paulo

Artigo Anterior

Professoras brasileiras se unem para acabar com a fome de 50 famílias e arrecadam mais de R$ 13 mil!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.