Família

Pai se torna segurança do hospital que salvou a filha: “Senti que tinha que pagar uma dívida”

1 capa Pai se torna seguranca do hospital que salvou a filha Senti que tinha que pagar uma divida

Juniper nasceu com um defeito cardíaco congênito, e estava entre a vida e a morte, quando uma cirurgia salvou sua vida, para agradecer, Kevin Gibson decidiu trabalhar no hospital!



Quando um filho passa por alguma situação crítica, o desespero passa a fazer parte do dia-a-dia de pais e mães. Ninguém quer ver uma criança passar nenhuma necessidade e, menos ainda, adoecer.

Infelizmente, em alguns casos, isso acontece, e os pais se veem em um labirinto, procurando uma saída que nem sempre é fácil de encontrar.

O veterano do Exército, Kevin Gibson, teve que assistir sua filha, Juniper, lutar pela vida antes mesmo de completar um ano de idade. Ele e sua esposa, Jennifer, tiveram duas filhas gêmeas em junho de 2020, Jemma e Juniper.


1 2 Pai se torna seguranca do hospital que salvou a filha Senti que tinha que pagar uma divida

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Antes mesmo que elas viessem ao mundo, os pais já sabiam que Juniper tinha um defeito cardíaco congênito chamado estenose aórtica, que leva à obstrução e estreitamento entre a válvula cardíaca esquerda e sua aorta.

Depois de passar cerca de um mês na UTI Neonatal de um hospital, Junie foi transferida para o Riley Children’s Health, onde ficou mais 28 dias. Esse período foi extremamente crítico para o pequeno bebê, que estava entre a vida e a morte durante um cateterismo cardíaco, ligada em aparelhos de suporte de vida que pudessem ajudar seu coração e pulmão funcionar corretamente.

Assim que os médicos perceberam que Juniper estava saudável o suficiente, optaram por uma cirurgia cardíaca, ela só tinha dois meses. Felizmente, Junie está com 9 meses e, cada vez mais, evoluindo em casa ao lado de sua irmã gêmea e seus dois irmãos mais velhos, de 6 e 3 anos. Mas a família tem vívida a memória de quando temiam que a filha não sobrevivesse.


Em entrevista ao Today, Kevin explica que tinha muito medo por Juniper, principalmente porque olhava os outros filhos, gigantes e saudáveis, e percebia a fragilidade da filha recém-nascida.

Mesmo com todos esses problemas, os médicos afirmam que a bebê está apenas um mês atrasada em relação ao desenvolvimento da irmã.

1 3 Pai se torna seguranca do hospital que salvou a filha Senti que tinha que pagar uma divida

Reprodução Facebook/ Riley Children’s Health

Kevin e sua esposa se revezavam para ficar com Juniper no hospital, e, nesses momentos, o pai acabou encontrando um pouco de paz nas conversas noturnas que tinha com os policiais que cuidavam do local, trabalhadores que mantinham todas as famílias em segurança. Ele conta que quando os barulhos dos bipes e das máquinas o atingiam, ele conversava com os seguranças, trocavam “histórias de guerra” que ajudaram a aguentar as longas noites.


Por conta da pandemia de Covid-19, Kevin estava desempregado, o trabalho era escasso e eles tinham filhos para criar. Como as escolas acabaram fechando, o pai permaneceu em casa por um longo período de tempo, cuidando dos três filhos em casa e indo ao hospital ficar com Juniper.

Um dos seguranças do local sugeriu que o pai se candidatasse a uma vaga naquela unidade, foi quando Kevin percebeu que, muito possivelmente, havia encontrado sua vocação. Ele logo foi avisado de que teria que trabalhar muitas horas e que, dentro do hospital, veria muitas histórias tristes. Mas ele já tinha entendido a essência do trabalho durante o tempo que precisou ficar ali com a filha recém-nascida.

1 4 Pai se torna seguranca do hospital que salvou a filha Senti que tinha que pagar uma divida

Reprodução Facebook/ Riley Children’s Health

Nos últimos quatro meses, Kevin trabalhou no Riley Children’s Health como policial do hospital, como eles dizem nos Estados Unidos, ajudando a proteger as famílias que lá chegam e oferecendo seu ombro para chorar quando os pais estão lutando bravamente junto com seus filhos.


O pai explica que não precisa correr atrás do rádio em busca dos problemas, no hospital ele ajuda as pessoas que estão literalmente no pior dia de suas vidas. Para ele, trabalhar naquele lugar é uma forma de agradecer ao hospital que salvou a vida de sua filha, e revela que sua esposa também sente que tem uma dívida de gratidão com o hospital, já que foi tratada, desde que nasceu até completar 18 anos, para resolver um problema de nascença chamado gastrosquise.

1 5 Pai se torna seguranca do hospital que salvou a filha Senti que tinha que pagar uma divida

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Kevin costuma chamar aquele hospital de “Reino Mágico”, porque ele acredita que os médicos que ali trabalham costumam operar milagres, sendo que não podem ser vistos como menos que incríveis. O pai sentiu que precisava pagar sua “dívida” e agradecer de alguma forma, se tivesse dinheiro, explica que doaria grande parte ao hospital, mas ajudar as pessoas foi a forma que encontrou de agradecer.

O que você achou da atitude de Kevin?


Compartilhe nas suas redes sociais e comente abaixo!

Cãozinho atropelado e paralisado recebe amor e cuidados e tem melhora incrível!

Artigo Anterior

“Tudo aquilo que sou, ou pretendo ser, devo a um anjo: minha mãe!”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.