Família

Pai solteiro adota cinco irmãos para que possam crescer juntos

capaPai solteiro adota cinco irmaos para que possam crescer juntos
Comente!

Mostrando ser dono de um coração imenso, esse homem deu uma família a cinco irmãos que precisavam de um lar!

A maternidade e a paternidade podem acontecer de diversas maneiras na vida de uma pessoa. Enquanto muitos recebem os filhos da maneira mais tradicional, outros encontram caminhos alternativos para terem a casa cheia.

Alguns homens e mulheres enxergam essa função tão importante não apenas como uma forma de deixar herdeiros, mas também como um ato de amor e fraternidade, por isso abrem seus corações, casas e vidas para receber crianças, jovens e até mesmo adultos que precisam de um lar.

A adoção é um processo especial, carregado de amor e boas intenções. As pessoas que se dispõem a adotar tomam uma decisão baseada puramente no coração e no desejo de oferecer conforto e acolhimento àqueles que mais precisam. Elas são verdadeiros anjos que entram na vida dos que mais precisam e mudam suas jornadas para sempre.

O mundo está cheio de histórias incríveis sobre adoção, desde famílias que acolheram uma criança e foram totalmente mudadas por ela até de vizinhos que acolhem seus companheiros idosos que precisam de cuidados, e criam uma amizade especial com eles.

O caso que contamos é mais um sobre adoção que enche os nossos corações de alegria e nos mostra que ainda há muita bondade espalhada pelo mundo, e várias pessoas que valorizam a família acima de tudo.

Lamont Thomas tem dedicado vários anos de sua vida à adoção. Conforme contado em uma matéria da CBS, o homem divorciado adotou o primeiro filho, Michael Perez, no ano de 2001. Ele contou que achava Perez um bom rapaz, e não gostava de vê-lo como um dado no sistema, esperando para ter uma família de verdade.

Ao levar o jovem para dentro de sua casa e lhe dar a oportunidade de crescer com afeto, segurança e incentivo, ele mudou a sua vida. Atualmente o jovem é independente e trabalha como enfermeiro, e é eternamente grato a Thomas.

Depois de Michael, Thomas passou os 15 anos seguintes criando mais de 30 crianças como um pai solteiro, mostrando que tem capacidade e amor necessários para ajudar os jovens que não têm com quem contar.

Durante algum tempo, Thomas decidiu se aposentar dessa função para se dedicar um pouco a si mesmo, mais especificamente passar um tempo pescando e viajando, mas como não podemos negar por muito tempo a missão de nossos corações, o homem logo voltou à ativa, pois ficou sabendo de uma história. Ele descobriu que cinco irmãos com menos de 6 anos, que estavam em busca de uma família, seriam separados para sempre, porque estava difícil encontrar uma família que aceitasse tomar conta de todos.

2Pai solteiro adota cinco irmaos para que possam crescer juntos

Reprodução / Facebook

Para garantir que os pequenos não perdessem o único vínculo que lhes restava, Thomas decidiu adotar todos! Ele disse que simplesmente teve que ajudar os irmãos, porque eles mereciam ser criados juntos.

Esse grande homem, desde então, tem sido pai dos cinco irmãos, que parecem nutrir um carinho especial — e justificado — por ele.
A história de sua atitude se espalhou pela internet e o tornou alvo de admiração de muitas pessoas, inclusive de mulheres solteiras que gostariam de ter um homem como ele ao seu lado.

3Pai solteiro adota cinco irmaos para que possam crescer juntos

Reprodução / Facebook

No entanto, Thomas não acredita que haja espaço para romance em sua vida neste momento. Ele permanece solteiro e concentrado em sua família, que tem muita sorte de poder contar com uma pessoa como ele.

O homem provou que tem um coração de ouro e um caráter admirável. Desejamos toda a felicidade do mundo para ele e os seus filhos!

Comente!

Infectado com ômicron na Dinamarca foi a show com 1,6 mil espectadores no fim de semana

Artigo Anterior

Pela 4ª vez, polícial stalker é presa por perseguir ex-namorados

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.