Comportamento

Pai transgênero se recusa a revelar o gênero de seus filhos. Quer que eles decidam quem são sozinhos

Esse pai oferece uma educação bastante singular aos filhos, permitindo que eles escolham por si só se querem ser meninos ou meninas. Entenda!



À medida que a questão de gênero é debatida com mais frequência na sociedade, muitos pais e mães têm se sentido mais à vontade para oferecer a educação que acreditam ser a mais correta para os seus filhos de todas as idades.

Sav Butler, um pai transgênero do estado do Maine, nos EUA, é uma das pessoas que defendem que as crianças devem ter a liberdade de escolher quem desejam ser desde pequenas.

Segundo contado em uma matéria do Daily Mail, o homem, que é pai de um menino de 3 anos, chamado Wesley, e do recém-nascido Eden, recusa-se a revelar o sexo de nascimento das crianças, seja para elas ou para estranhos, porque quer que descubram sozinhas com quais sexos se identificam.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Sav Jonesi Butler.

Sav contou que Wesley já lhe disse que se sente como um homem, e agora espera que o outro filho também se expresse lá pelos 3 anos. Ele disse que não conta a outras pessoas para evitar que os filhos cresçam com imposição de um gênero que não necessariamente é aquele com o qual eles se identificam.

O homem ainda explicou que não está criando as crianças como não binárias, porque isso também é uma identidade de gênero, e se mostra muito interessado em aumentar a consciência sobre a diferença entre gênero e sexo, explicando que, apesar de os bebês terem um sexo biológico, eles ainda não têm uma identidade de gênero.

A decisão de Sav não é compreendida por todas as pessoas, e isso tem feito com que ele seja alvo de muitas críticas, inclusive de pessoas que acreditam que ele esteja exagerando e que isso apenas confundirá as crianças. O pai se defende, chamando os críticos de “hipócritas” e argumentando que a maioria dos pais impõe um gênero “presumido” aos filhos com base no seu sexo biológico, que pode mudar à medida que crescem.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Sav Jonesi Butler.

Como parte da educação das crianças, Sav usa os pronomes “ele” e “ela” para ambas as crianças, e permite que tenham roupas e brinquedos destinados a meninos e meninas. O homem espera inspirar outros pais a adotar a criação de filhos sem gênero, afirmando que as crianças têm noção de sua identidade de gênero aos 3 anos, sendo capazes de se expressar sobre como se sentem.

Jovem pesquisa o nome do namorado na web e descobre traição, vida dupla e filho de 6 meses!

Artigo Anterior

Filho zombou de crianças que usavam roupas de baixo custo, e mãe o vestiu com roupas da mesma loja!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.