Família

Pais adotam o melhor amigo do filho. “Nossa casa era onde queria estar”

1 capa Pais adotam melhor amigo do filho Nossa casa era onde queria estar

Os meninos se conheceram quando jogavam bola e criando um vínculo forte, reforçado pelas famílias.



Formar uma família nem sempre significa seguir as etapas esperadas pela sociedade, como profissão, namoro, casamento e, por fim, gravidez.

Existem infinitas maneiras de aumentar o círculo familiar, que incluem parentes, amigos e até mesmo pessoas desconhecidas, já que o que sustenta essas relações é estritamente o amor.

Em entrevista ao Today, Rita Marlow e Seth Lentchner, da Pensilvânia, nos Estados Unidos, contaram como escolheram adotar o melhor amigo do filho, o que aconteceu depois de longos anos de interação com a família do garoto. A mulher explica que até hoje se sente um pouco em choque quando pensa sobre o aumento inesperado dos membros da casa, mas sabe que faria tudo novamente.


Há cerca de nove anos, Rita e Seth conheceram Nate quando ele jogava bola com Zachary, filho deles. Assim como os garotos, as famílias também se aproximaram bastante, e com o passar dos anos, Rita explica que começaram a descobrir as dificuldades por que o menino e seus pais passavam.

Nate ia para a casa do amigo na sexta-feira e ali passava o fim de semana inteiro, e à medida que iam ficando mais velhos, passaram a se ver mais vezes, durante mais tempo ainda. Em 2016, num torneio de futebol, Rita e Seth receberam uma ligação explicando que o adolescente tinha sido retirado de sua casa, mas que as autoridades tinham interesse em mantê-lo praticando esportes.

1 2 Pais adotam melhor amigo do filho Nossa casa era onde queria estar

Direitos autorais: reprodução Facebook/Rita Marie Marlow.

Alguns dias depois, o assistente social indicado para lidar com o caso de Nate entrou em contato com a família, perguntando se não se interessava em se tornar pais adotivos do menino. O casal nunca tinha considerado essa possibilidade nem sequer tinham conversado com os pais biológicos do amigo do filho, mas os oficiais disseram que o garoto pediu para morar com eles.


Rita explica que a primeira pessoa que conversou sobre o assunto foi seu filho Zachary, explicando que ele precisava de ajuda e que eles poderiam dividir um quarto. Sem pensar duas vezes, o filho aceitou a ideia e ficou animado em poder ajudar seu amigo, mas mesmo assim os pais ficaram nervosos com a situação a princípio, principalmente com a questão financeira.

Mas assim que souberam da situação, familiares, amigos e a própria comunidade onde estavam inseridos resolveram ajudá-los, doando-lhes absolutamente tudo. Mesmo assim, Rita e o marido ainda se preocupavam muito com Nate, e não queriam decepcioná-lo, mas ela explica que a ajuda da “sua aldeia” foi fundamental para que as coisas funcionassem.

1 3 Pais adotam melhor amigo do filho Nossa casa era onde queria estar

Direitos autorais: reprodução Facebook/Seth Lentchner.

1 4 Pais adotam melhor amigo do filho Nossa casa era onde queria estar

Direitos autorais: reprodução Facebook/Seth Lentchner.


Quando completou 13 anos, Nate expressou a vontade de ficar com a família adotiva de maneira permanente, ou seja, ele queria ser oficialmente adotado. Todas as vezes em que parecia que tudo daria certo, os pais biológicos do menino apareciam novamente, e o casal tinha a sensação de derrota, principalmente porque tinha consciência das preferências do garoto.

Em novembro de 2020, cerca de cinco anos depois que o processo de adoção se iniciou, a família descobriu que poderia finalmente considerá-lo um filho, legalmente falando. Inicialmente, eles foram informados de que apenas seis pessoas poderiam comparecer ao tribunal durante a deliberação do juiz, mas acabaram recebendo um telefonema dizendo que não havia limite de participantes.

Seth resolveu convidar toda a família do futebol, na qual Zachary e Nate se conheceram. Mesmo sabendo que a história era conhecida por todos, eles não esperavam que 52 pessoas lotassem a sala do tribunal do condado de Bucks durante a audiência.

A família conta que ficou arrepiada quando começou a ver, um por um, os meninos e seus pais entrando no tribunal, todos apoiando Nate. O jovem ficou extremamente nervoso quando o juiz lhe passou a palavra, ficando sem reação, mas nesse momento, Zachary colocou a mão em seu ombro e disse que ele era um excelente aluno, um ótimo jogador de futebol, seu melhor amigo e a pessoa mais próxima que tinha.


1 5 Pais adotam melhor amigo do filho Nossa casa era onde queria estar

Direitos autorais: reprodução Facebook/Seth Lentchner.

Imediatamente, o magistrado se surpreendeu com a ação do jovem, mas reconheceu que aquela era uma atitude que apenas irmãos tomariam. Defendendo Nate e o enaltecendo perante todos, ele ajudou a selar o compromisso de adoção, que teve início de maneira despretensiosa, mas que acabou envolvendo grande parte da comunidade.

Estes 4 signos são os mais maduros em um relacionamento. Eles te tratam como você merece!

Artigo Anterior

Menina de 7 anos fica “traumatizada” porque a professora cortou seu cabelo à força. Pai a denunciou

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.