Notícias

Pais de crianças chamadas Alexa pedem que Amazon mude o nome de assistente virtual

alexa capa

Pais de crianças chamadas Alexa afirmaram, em entrevista à BBC, que as filhas estão sofrendo bullying por terem o mesmo nome da assistente virtual criada pela Amazon.



Algumas famílias relatam que chegaram a mudar o nome das crianças para que as meninas não precisem enfrentar as “piadas recorrentes” e pedem que a Amazon mude a palavra de ativação padrão de seus dispositivos para um nome não humano.

Em nota, a Amazon afirmou estar “entristecida” com os relatos, e que nomes alternativos como Echo, Computador e Amazon estão disponíveis.

O nome Alexa se tornou mais conhecido nos últimos anos com a popularização de alto-falantes inteligentes ativados por voz. ‘Alexa’ é o nome que o usuário diz antes de dar um comando ou fazer uma pergunta para o dispositivo da Amazon.


No entanto, isso está causando problemas para pessoas chamadas Alexa, que frequentemente são alvos de piada e recebem “ordens” por causa do nome. Em entrevista à BBC, Heather (nome fictício), afirmou que sua filha adolescente se tornou vítima de bullying na escola de outras alunos e até professores.

“Ela começou a não querer se apresentar em público por causa das piadas e das reações. Ela era e ainda é uma criança, mas os adultos não viam problema em fazer piada dela. É devastador. A escola não ajudou e disse que ela precisava para construir resiliência”, disse a mãe.

Heather afirmou que o impacto na saúde mental da filha foi tão grande que eles decidiram mudar legalmente o nome da menina. “Ela está bem melhor agora. Entrou em uma nova escola e teve a chance de recomeçar. Essa injustiça nunca vai deixá-la, ou a nós.”

“A Amazon deveria mudar o nome padrão para acionar seus dispositivos. Claramente não foram feitas pesquisas éticas suficientes sobre o impacto do uso de Alexa. “De acordo com a BBC, no Reino Unido, existem mais de 4 mil pessoas com menos de 25 anos que se chamam Alexa.


Família consegue comprar remédio mais caro do mundo para bebê graças a doações

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.