Notícias

Pais perdoam motorista bêbado que matou seus 3 filhos e agora anunciam que estão esperando um bebê

Design sem nome 25
Comente!

Um casal, de Oatlands na Austrália, perdeu três de seus seis filhos após um motorista bêbado atropelá-los. Mesmo sofrendo com essa dor insuportável, os pais perdoaram o homem. Mais de um ano após a tragédia, eles anunciaram que estão grávidos e aguardam a chegada do bebê para março do ano que vem.

De acordo com informações do Daily Mail, os filhos de Leila e Danny Abdallah, Sienna, 8, Angelina, 12, e Antony, 13, perderam a vida ao lado de sua prima Veronique Sakr, 11, em 1º de fevereiro de 2020. Eles tinham ido comprar sorvete e, enquanto estavam caminhando, foram atingidos por um veículo.

Os pais ficaram em choque com a tragédia e ainda tiveram que encontrar forças para cuidar de seus outros três filhos: Michael, Liana e Alex. Agora, a família terá mais um membro. O casal anunciou a novidade na última quarta-feira (1). “Meus filhos oraram para que pudessem ter outro irmão ou irmã”, disse Leila ao Daily Telegraph. “Esta é uma nova vida, um novo começo para as crianças, deu-lhes um novo propósito na vida. E vê-los felizes e dar-lhes alegria é o meu propósito na vida agora”, acrescentou a mãe.

Ela disse que se inspirou na força de sua filha mais velha, Liana, para continuar tentando ter um novo bebê, após um aborto espontâneo. Durante esse período de luto, o pai também afirmou que tentou não transferir toda a sua dor para os seus filhos. “Não queremos derrubá-los. Queremos que eles se casem e prosperem, tenham uma vida plena e sonhem novamente. Isso é o que este novo bebê significa”, destacou Danny. A família já concordou que o nome do meio do bebê que está a caminho fará uma homenagem aos irmãos mortos.

Comente!

Professor Girafales tinha outra família; Dona Florinda era amante

Artigo Anterior

Pai e madrasta são condenados por torturar e matar menino de 6 anos, que implorou por água e comida

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.