Notícias

“Pantanal”: qual é o fim de Maria Bruaca na primeira versão? Relembre

Foto: Reprodução
capa bruaca

Maria Bruaca (Isabel Teixeira) é o exemplo de personagem que vai encarar uma verdadeira odisseia em Pantanal. A dona de casa submissa e acostumada aos abusos verbais do marido, Tenório (Murilo Benício), vai se rebelar a partir do momento que descobre da outra família que o companheiro mantém, em São Paulo.

A partir daí, Bruaca começa a dar vazão a outros sentimentos que, há tempos, escondia. Como a atração que sente por Alcides (Juliano Cazarré).

No remake e na versão original, exibida em 1990, os dois são figuras centrais no desenvolvimento um do outro.

Relembre como Bruaca, interpretada por Ângela Leal, terminou na primeira novela.

bruaca alcides 1990

Ângela Leal e Ângelo Antônio, como Bruaca e Alcides, na versão original de “Pantanal” – Direitos autorais: Reprodução

A dona de casa embarcou com tudo no romance com Alcides, interpretado por Ângelo Antônio, para total terror de Tenório – aqui, vivido por Antônio Petrin. Como ato de vingança, o empresário agride o peão e tenta castrá-lo em uma cena pra lá de violenta. Bruaca implora para que ele não faça isso, mas não consegue impedir o marido. Porém, o amante dela sobrevive e não deixa por pouco.

Alcides descobre que não foi “capado”, pois o golpe de Tenório chegou perto, mas não a ponto de atingir o órgão genital do peão. Ainda apaixonado por Bruaca, ele está disposto a se vingar do fazendeiro e ir atrás do seu grande amor. E assim ele faz: mata Tenório e jogo o corpo em um lago repleto de piranhas.

Com isso, Alcides e Bruaca vão embora do Pantanal, para viver o grande amor que sentem um pelo outro.

0 %