publicidade

Para amar uma pessoa que sofre de depressão, você não precisa “consertá-la”!

Quando estamos em um relacionamento, queremos ser felizes e fazer a pessoa ao nosso lado feliz também, criando juntos uma relação próspera.



No entanto, quando você ama uma pessoa que sofre de depressão, está ao seu lado em todos os momentos, mas, ao mesmo tempo, sabe que não pode salvá-la.

Isso é muito difícil. De fato, pode até ser um desafio.

Nós todos passamos por momentos em que nem tudo está tão bem e por isso não nos sentimos em nosso melhor estado, no entanto, estar com um amado que vive essa realidade todos os dias pode acabar afetando a sua realidade de vida também.

O que mais faz os companheiros das pessoas com depressão sofrer é o desejo intenso e frustrado de tirar seu amado da situação em que se encontra. Constantemente essas pessoas pensam que com mais amor, carinho, cuidado ou mimos, mudarão a realidade de seus parceiros.

Mas a realidade é que a depressão não se relaciona a você, não é sua situação para resolver.

Só aquele que sofre de depressão pode salvar a si mesmo, por mais ajuda que possa receber das pessoas ao seu redor. A depressão vai além de sentimentos ou experiências, é um desequilíbrio que se inicia na química do cérebro. Essa condição séria não é resolvida com sorrisos e abraços de outras pessoas. Apenas com um trabalho interno dedicado e voltado para o objetivo de mudança de realidade de vida.


Abaixo estão 4 cursos de ação para guiar as pessoas que convivem com um amado que sofre de depressão:

1. Tente incentivar seu amado a buscar ajuda

Não podemos insistir ou coagir uma pessoa a procurar ajuda contra sua vontade, porém uma das maiores dificuldades daqueles que sofrem de depressão é admitir que têm um problema que precisa de solução.

Você pode fazer a sua parte sugerindo ao seu amado que veja uma pessoa capacitada para ajudá-lo com seus problemas. Isso exige coragem, pois sempre existe o medo de a pessoa interpretar de forma negativa e reagir de maneiras inesperadas, mas se você se mantiver calado, não ajudará seu ente querido a melhorar.



2. Não se perca tentando fazer a outra pessoa feliz

Como dito no início do texto, nós temos o desejo de resolver toda a situação de nossos amados. Achamos que mais amor e atenção podem eliminar a depressão totalmente da vida deles. Mas com o tempo percebemos que quanto mais nos esforçamos para fazê-los felizes, menos nos sentimos satisfeitos com nossas próprias vidas. Isso porque raramente receberemos algum tipo de recompensa, o que pode despertar o sentimento de fracasso. O motivo de não existir reciprocidade não somos nós ou nossa incapacidade de fazer algo bom, mas sim a condição de nossos parceiros, que nubla suas vidas. Não é culpa sua. Não se perca tentando salvá-lo.


3. Não se torne um mártir

É comum as pessoas manterem relacionamentos por sentirem que devem ser o mártir ou porque acreditam ser indispensáveis para a vida de seus parceiros. No entanto, se ambos estão infelizes e incapazes de enxergar uma saída, ficar no relacionamento não fará nenhum bem. Muitas vezes, em um relacionamento com uma pessoa que sofre de depressão, é necessário dar um ultimato para que busque ajuda, ou não poderá mais estar presente. Não se deve temer a reação do outro, mas fazer a sua parte.


4. Não permita que sua felicidade seja roubada

No relacionamento entre você e seu parceiro, a felicidade é pelo qual ambos devem trabalhar e se esforçar. Se você percebe que tudo o que seu parceiro faz é sugar sua felicidade, pode ser hora de considerar fazer o que é melhor para si mesmo, antes de perder toda a alegria e positividade de sua vida.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.